Apoio a estágios para maiores de 31 anos começa aos 375 euros

Os estágios destinados a maiores de 31 anos vão ser comparticipados pelo Instituto doEmprego e Formação Profissional (IEFP) em valores que oscilam entre 375,3 e 698,1 euros.

Os valores aumentam (entre 438,2 e 801,8 euros) no caso de entidades sem fins lucrativos ou quando se trate do primeiro estágio em empresas com menos de dez trabalhadores. Os valores estão definidos no despacho ontem publicado em Diário da República.

A comparticipação do IEFP inclui parte da bolsa de estágio (65%, 80% ou 95%), subsídio de alimentação e seguro de acidentes de trabalho.Em casos específicos (pessoa com deficiência, vítimas de violência doméstica, ex-reclusos ou toxicodependentes em recuperação) também são financiadas as despesas de transporte, o que faz variar o valor do apoio.

O financiamento também varia consoante o nível de qualificação do estagiário. Além disso, o incentivo é mais elevado quando estão em causa determinados grupos de estagiários (por exemplo, desempregados há mais de 24 meses, pessoas com mais de 45 anos, vítimas de violência doméstica ou pessoas cujo cônjuge também está desempregado).

Os estágios Reativar, que entrarão em vigor em breve, destinam-se a pessoas com mais de 31 anos e que estão desempregadas há mais de 12 meses, desde que não tenham frequentado outros estágios financiados nos últimos três anos. Já existem outros estágios destinados a jovens no terreno. Ontem, os dados da OCDE indicaram que Portugal é o quarto país com maior taxa de desemprego jovem.




Conteúdo Recomendado