Águas do Vale do Tejo investe 1,82ME em saneamento de Aguiar da Beira

A empreitada de execução das ligações técnicas foi adjudicada por esse valor e a obra, que tem início hoje, deverá ser executada no prazo de 365 dias.

As ligações técnicas do subsistema de saneamento do Eirado, em Aguiar da Beira, cuja execução tem início hoje, envolve um investimento de cerca de 1,82 milhões de euros, anunciou a Águas do Vale do Tejo (AVT).

De acordo com uma nota da empresa, a empreitada de execução das ligações técnicas, no distrito da Guarda, foi adjudicada por esse valor e a obra, que tem início hoje, deverá ser executada no prazo de 365 dias.

O empreendimento “irá beneficiar cerca de 495 habitantes” das freguesias do Eirado, Souto de Aguiar da Beira e Valverde, proporcionando “o adequado encaminhamento e tratamento das águas residuais urbanas”, afirma a empresa do grupo Águas de Portugal.

“Atualmente, as águas residuais destas povoações são encaminhadas para fossas séticas da rede ‘em baixa’ [recolha ao consumidor], algumas com elevado estado de degradação”, sublinha.

A intervenção, acrescenta a AVT, irá “permitir o encaminhamento das águas residuais geradas do Subsistema do Eirado para a ETAR [estação de tratamento de águas residuais] do Eirado, que se encontra em funcionamento, proporcionando um tratamento adequado dos efluentes produzidos nas referidas povoações”.

Deste modo, será dado cumprimento às “medidas impostas pela Agência Portuguesa do Ambiente” no que se refere aos planos de gestão de bacia hidrográficas 2017-2020.

O investimento, é sublinhado, “reflete o compromisso da Águas do Vale do Tejo e da EPAL – Empresa Portuguesa das Águas Livres na melhoria da qualidade de vida das populações e do ambiente”.

A obra, que foi adjudicada ao consórcio das empresas António Saraiva e Filhos e TecnEgi – Instalações Especiais, “irá decorrer de acordo com as medidas de prevenção, proteção e segurança, face à pandemia de covid-19”.



Conteúdo Recomendado