Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque vence Concurso Nacional “Projeto Eddington”

Uma equipa do agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque da Guarda ganhou o Concurso “Projeto Eddington” e irá representar Portugal acompanhando o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em finais deste mês, em S. Tomé e Príncipe.

A equipa, constituída por Alina Louro (professora), Juliana Amaral (aluna), Sebastião Miranda (aluno) e Pedro Tavares (aluno), concebeu e dinamizou o Projeto “Eddington e o peso da luz” que envolveu professores e alunos de todos os níveis de ensino.

O grupo vai representar o país nas Comemorações dos 100 anos da Teoria da Relatividade viajando até à ilha de Príncipe, em São Tomé. Foi nesse mesmo local que, no dia 29 de maio de 1919, ocorreu um eclipse total do Sol ficando então provadas as teorias de Einstein.

O concurso nacional promovido pela Ciência Viva comemora este ano 100 anos da expedição de Eddington a S. Tomé e Príncipe, em que foi possível medir a curvatura dos raios luminosos das estrelas, provocada pela deformação do espaço à volta do Sol, tal como Einstein previu na Relatividade Geral. Tirando partido de um eclipse total do Sol na Ilha do Príncipe e em Sobral, no Brasil, foi possível comparar a posição de algumas estrelas durante a noite com a posição aparente durante o dia e verificar o desvio previsto pela teoria. Eddington foi ainda um grande divulgador das ideias de Einstein, tornando-as acessíveis ao público e à própria comunidade científica da época.




Conteúdo Recomendado