ADoT venceu o concurso “As Novas Fronteiras da Engenharia” em Coimbra

Na avaliação dos trabalhos a concurso foram tidos em consideração a adequabilidade ao tema, a originalidade e criatividade, o rigor, a clareza da exposição e a apresentação.

A Associação Desenvolver o Talento (ADoT) venceu o concurso “As Novas Fronteiras da Engenharia”, promovido pela Região Centro da Ordem Engenheiros. O prémio foi entregue no passado dia 1, no auditório da Sede Regional da Ordem dos Engenheiros, em Coimbra.


Trata-se de um concurso que tem como objetivo fomentar a discussão e o interesse dos alunos por temas relativos à Engenharia ou Tecnologia, durante a sua formação básica.


“É um prémio, que distingue os melhores trabalhos da autoria de um aluno ou grupo de alunos do Ensino Secundário ou do Ensino Básico, relativo a Engenharia ou Tecnologia, de Escolas localizadas na região Centro” explica a organização.


Na avaliação dos trabalhos a concurso foram tidos em consideração a adequabilidade ao tema, a originalidade e criatividade, o rigor, a clareza da exposição e a apresentação.


Em 2020, os projetos a apresentar foram subordinados ao tema “A Engenharia faz um Mundo Melhor”.


Os jovens guardenses, Lucas Paredes, Manuel Cerca e Simão Rocha, orientados pelo formador de robótica da ADoT, Mateus Victorelli, apresentaram a concurso o projeto “ Uma Viagem Intersideral – jogo para computador”, explica a ADoT.


“Usando os conhecimentos adquiridos nas sessões de robótica e programação, os jovens decidiram ajudar a tornar o Mundo melhor e igualitário. Ao verificarem que os jogos de computador não podem, a maior parte das vezes, ser jogados por pessoas com incapacidades motoras, resolveram criar um jogo e adaptá-lo, usando um botão grande, para que este possa ser jogado por todas as pessoas, independentemente das suas capacidades motoras” acrescenta.



Conteúdo Recomendado