1º Seminário do projeto Ordo Christi decorre no Museu da Guarda

A iniciativa, que irá decorrer amanhã, dia 19 de dezembro, pelas 14h30, é dedicada ao património artístico da ordem de cristo entre Zêzere e Tejo nos séculos XV e XVI.

O projeto Ordo Christi  é um projeto de investigação aplicada, CENTRO-01-0145-FEDER-023684, co financiado pelo Programa Operacional Regional do Centro através dos fundos europeus FEDER, em que a FCT é o órgão de gestão intermédia que acompanha a gestão do investimento.

O projeto é liderado pelo IPCB, com a copromoção do IPG, IPT e a Naturtejo e apoiado pelas Câmaras Municipais de Castelo Branco, Covilhã, Fundão, Idanha-a-Nova, Penamacor, Vila Velha de Ródão, e ainda pelas Dioceses de Portalegre-Castelo Branco, e da Guarda.

O projeto tem como principais objetivos estudar, comunicar e promover o património associado às comendas da Ordem de Cristo. Desse modo, além da valorização patrimonial por intermédio da História da Arte, contribuir para a conservação da memória desta herança histórica-artística, uma marca identitária da história local/regional, capaz de contribuir para a coesão territorial.

Por outro lado, o projeto procurará promover a salvaguarda do património da Ordem e a comunicação do património à sociedade de modo inteligível e aberto; procura ter um papel de formação cívica e educativa, com formar novos públicos principalmente através das novas tecnologias, disponibilizando, de forma aberta, de instrumentos informativos científicos, adequados na linguagem gráfica e escrita de modo a auxiliar os promotores turísticos, as autarquias ou centros decisores na valorização e divulgação turística da região.

Outro aspeto a alcançar é a transferência do conhecimento para os estudantes. Através deste projeto, docentes e investigadores podem efetivamente contribuir para uma melhor formação dos seus alunos. Os estudantes das instituições envolvidas são fortemente beneficiados pelo conhecimento adquirido e pela aplicabilidade que tem.




Conteúdo Recomendado