Valter Hugo Mãe hoje na BMEL

Será apresentado o seu mais recente livro “Serei sempre o teu abrigo”, e inaugurada uma exposição composta por ilustrações.

O escritor Valter Hugo Mãe vai estar na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda, hoje, dia 10, às 17 horas, para a apresentação do seu mais recente livro, intitulado “Serei sempre o teu abrigo”, bem como para a inauguração da exposição e apresentação do respetivo catálogo “Abrigo, desenhar livros” com a curadoria de Agostinho Santos.


A abertura da exposição “Abrigo – desenhos de escritor”, composta pelas ilustrações do conto e por estudos de uma aldeia nativa da Amazónia, cenário do próximo romance do escritor, está marcada para as 18h30. A mostra ficará patente ao público até ao dia 10 de dezembro.


As atividades serão realizadas de acordo com as regras da DGS de acesso condicionado e o uso obrigatório de máscaras.


Sobre o livro
Escapará o amor do lugar dos sentimentos depois de uma operação de peito aberto? E poderão dois corações diferentes, zumbindo um como um eletrodoméstico e outro chiando silenciosamente como um ratinho que corre numa roda, ser um conjunto perfeito? Aos olhos de uma criança, este é um conto sobre a fragilidade dos avós e o poder dos laços que os unem. Um livro sobre o heroísmo de ser velho, de passar por muito e de persistir, de continuar a amar mesmo quando a vida faz com que os dias se tornem longos de perdas. Uma lição de ser, à força de tanto amar, um abrigo. Numa cuidada edição, acompanhada pelas ilustrações do autor, esta é uma obra essencial e profundamente comovente, no poético e encantatório registo que carateriza os livros deste autor.
«O avô, resumido nos sentimentos, sem talento nas aflições, mais maniento e cheio de medo, só dizia: sossega, menina, sossega. Mesmo velhinhos, ele tratava-a como da primeira vez. Era uma menina.»
Um conto delicado sobre a fragilidade dos avós vista pelos olhos atentos do neto. Na sensibilidade que só as palavras de Valter Hugo Mãe conseguem atingir, acompanhamos a força do amor dos avós um pelo outro e dos dois pelo neto. O poder dos laços da família e do afeto.



Conteúdo Recomendado