Surto com 97 infetados no Lar de São João de Deus na Guarda

No Lar São João de Deus na Guarda 84 idosos e 13 funcionários testaram positivo para o novo coronavírus.

O primeiro sinal de alerta foi dado por uma auxiliar que na semana passada evidenciou sintomas e foi logo confirmada como portadora da infeção. Imediatamente foram testados os contactos mais próximos, tendo sido identificados nove idosos infetados, três deles com sintomas ligeiros.

Durante a semana, a Unidade de Saúde Pública (USP) testou a restante comunidade constituída por cerca de 100 utentes e 40 funcionárias. Contactado ainda antes de conhecidos os resultados finais, o médico João Correia, que presta assistência na instituição, temia que pelo menos 50% das pessoas estivessem contagiadas, mas o pior dos dos cenários foi confirmado nas últimas horas, com 97 infetados.

No universo de contagiados estão algumas freiras da instituição, pelo que já houve reforço de recursos humanos e até um pedido de mais equipamentos de proteção individual. Soube o Jornal de Notícias junto de funcionárias da instituição que durante o processo de testagem, e após o conhecimento de alguns resultados positivos, “os idosos não ficaram logo em isolamento” e que “alguns utentes negativos permaneceram algum tempo com idosos positivos em quartos de três camas separadas entre si pelo espaço equivalente a uma simples mesa de cabeceira”.

A situação foi reportada à Unidade de Saúde Pública, mas apesar das tentativas não foi possível obter uma reação da direção do lar.



Conteúdo Recomendado