Recorde Mundial em Natação Adaptada batido na Guarda

O feito foi alcançado por Filipe Santos nos 25 metros mariposa na categoria de S21-Síndrome de Down, durante a realização do Campeonato Nacional de Inverno de Natação Adaptada, que decorreu no passado fim de semana, no Complexo das Piscinas Municipais da Guarda.

O Campeonato Nacional de Inverno de Natação Adaptada terminou com um total de 62 recordes nacionais com destaque, no sábado, para o recorde mundial de Filipe Santos nos 25 mariposa.

Coletivamente, Sporting de Aveiro, FC Porto, Feira Viva, Sporting e ADADA Porto foram os clubes com mais lugares no pódio entre os 33 clubes inscritos.

A classificação coletiva, em femininos e masculinos, é atribuída após somar a pontuação dos dois Campeonatos Nacionais de Inverno e de Verão, sendo os vencedores anunciados no final da última sessão do Campeonato Nacional de Verão, a 11 e 12 de maio no Jamor.

A classificação coletiva terá em conta os dois escalões, esperanças e seniores, onde o vencedor na prova terá 9 pontos, o segundo 7 pontos, o terceiro 6 pontos, o quarto 5 pontos, o quinto 4 pontos, o sexto 3 pontos, o sétimo 2 pontos e o oitavo 1 ponto.

Filipe Santos esteve em plano de destaque no primeiro dia do Campeonato Nacional de Inverno de Natação Adaptada ao bater o recorde do mundo dos 25 metros mariposa na categoria de S21-Síndrome de Down.

O nadador algarvio do Associação Desportiva e Cultural de Portimão terminou com 15,59 segundos melhorando o recorde (15,75) que pertencia ao sul-africano Pietie Bell desde 30 novembro de 2008. O recorde da europa pertencia a Filipe Santos com 15,89.

Federação Portuguesa de Natação

O Campeonato Nacional de Inverno de Natação Adaptada Guarda 2019, organizado pela Federação Portuguesa de Natação e Associação de Natação Interior Centro, com o apoio da Câmara Municipal da Guarda contou com a presença de 33 clubes inscritos representados por 132 nadadores em competição (97 masculinos e 35 femininos).

Referência para os 13 nadadores integrados no projeto paralímpico Tóquio 2020 e surdolímpico 2021: David Videira, David Grachat, Diogo Cancela, Gino Caetano, Ivo Rocha, Marco Menezes, Ruben Linhares, Ricardo Soares, Renata Pinto, Susana Veiga, Miguel Cruz, Ricardo Belezas e Tiago Neves. De destacar também a presença dos nadadores com Síndrome de Down presentes nas últimas competições internacionais.

Os resultados das provas podem ser consultados aqui.

 

 

 




Conteúdo Recomendado