Projeto de realidade aumentada dinamiza comércio do centro da cidade da Guarda

Uma agência de comunicação da Guarda inicia, na quarta-feira, um projeto de dinamização do comércio do centro histórico daquela cidade com recurso à tecnologia da realidade aumentada, acessível por telefones inteligentes ou outros dispositivos móveis com ligação à internet.

Segundo os promotores, a iniciativa começa com cerca de 15 estabelecimentos comerciais que aderiram ao projeto que tem o apoio da Associação do Comércio e Serviços do Distrito da Guarda (ACG).

A campanha denominada “Explore este Natal com Realidade Aumentada” vai abranger lojas do largo da Misericórdia, da rua do Comércio e da Praça Velha, disse hoje à agência Lusa Adalberto Pinto de Almeida, da direção de comunicação da Agência de Comunicação Puro & Associados.

O responsável explicou que as montras das lojas aderentes ao projeto tecnológico estão dotadas com um dístico, escrito em português e em inglês, que está dotado de realidade aumentada, uma tecnologia que consiste em dar dinamismo a conteúdos informativos e comerciais.

“O dístico é icónico e funciona como uma segunda porta dos estabelecimentos, mas de acesso a uma realidade que aumenta quando se aponta o ’smartphone’” ou outros dispositivos móveis com ligação à internet, indicou.

Adalberto Pinto de Almeida explicou que os utilizadores após descarregarem a aplicação específica para o seu equipamento vão poder explorar conteúdos interativos.

“Nesta fase de arranque, os conteúdos poderão ser alusivos ao Natal e aos produtos do Natal, mas, depois, os comerciantes vão mudar esses conteúdos”, disse.

Acrescentou que os utilizadores podem ter acesso a “conteúdos dinâmicos, sejam vídeos, ‘spots’ publicitários, música, galerias de fotos ou outros”.

“A experiência de navegação dos conteúdos é única e permite uma interatividade estimulante e inovadora”, refere o responsável.

A Puro & Associados adianta que, dado o caráter inovador e tecnológico da iniciativa, a ACG apoia a campanha com diversas ações de divulgação, nomeadamente a colocação de sinalética de rua, informando o público para o facto de se encontrar numa zona comercial dotada de realidade aumentada.

O objetivo da ação é contribuir para a dinamização do comércio tradicional numa época do ano em que o centro da cidade mais alta do país é estimulado com a iniciativa “Guarda: A Cidade Natal”, desenvolvida pela câmara até ao dia 6 de janeiro.

“Surge precisamente para aproveitar a presença de gente não só da cidade como de visitantes e porque há a garantia de haver gente a experimentar esta novidade”, justificou Adalberto Pinto de Almeida.

Futuramente, os mentores do projeto tencionam estender o conceito de realidade aumentada aos espaços públicos da Guarda, “mostrando a quem visita a cidade os conteúdos mais valiosos, inovadores e apelativos de ruas, praças, sítios e património”.




Conteúdo Recomendado