Politécnico da Guarda aposta em pós-graduação para treinadores profissionais de futebol

A pós-graduação “Preparação Física e Funcional do Futebolista” será anunciada hoje, pelas 14 horas, no auditório do IPG.

O Instituto Politécnico da Guarda —IPG anuncia hoje, dia 27 de maio, o lançamento de uma pós-graduação para treinadores profissionais de futebol, pioneira em Portugal: metodologias de treino específicas para prevenir lesões durante a competição. 

O anúncio será feito na conferência “Formar para Jogar”, que conta com a parceria da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Hermínio Loureiro, vice-presidente, José Couceiro, diretor-técnico, e Mónica Jorge, diretora Futebol Feminino, Paulo Gomes, diretor geral da Academia Sporting, Marisa Gomes, treinadora-assistente da seleção feminina, e Rui Pacheco, coordenador Escola de Futebol Hernâni Gonçalves são alguns dos elementos da FPF que irão participar nos trabalhos da conferência.

A conferência debruçar-se-á sobre as competências formativas de escolas de excelência no futebol como a Academia Sporting, as academias FIFA ou a Escola de Formação Hernâni Gonçalves, uma escola para jovens dos três aos 18 anos, localizada na cidade do Porto. Na sessão, os oradores, especialistas no processo de formação e desenvolvimento de competências no futebol, irão descrever as tipologias de trabalho que devem ser desenvolvidas durante os processos de aprendizagem, assentes nos quatro fatores do treino desportivo: físico, técnico, tático e psicológico.

Segundo Mário Costa, coordenador do departamento de Desporto da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do IPG, a pós-graduação “Preparação Física e Funcional do Futebolista” irá transmitir aos treinadores que a frequentem “ferramentas de treino focadas na preparação física que permitam desenvolver capacidades como a força, a velocidade, a resistência e a flexibilidade. No campo funcional, o plano curricular irá focar-se em metodologias de treino que irão evitar desequilíbrios musculares”.

A pós-graduação começará no próximo ano letivo, dirigindo-se a treinadores de futebol das ligas profissionais da modalidade e às suas equipas técnicas. Segundo uma nota do IPG, as aulas irão dar uma particular atenção aos métodos de prescrição de treino para o desenvolvimento da dimensão física dos jogadores numa perspetiva de rendimento, ou como meio para um processo harmonioso de recuperação das lesões.

Esta formação para profissionais de alto nível da indústria do futebol é uma das principais apostas da presidência do Instituto Politécnico da Guarda. Para Joaquim Brigas, presidente do Politécnico “a vocação do IPG é criar formações inovadoras e de grande qualidade, que não sejam dadas em mais nenhuma unidade do ensino superior do país e que permitam divulgar a investigação de ponta que as nossas escolas fazem em certas áreas”.

 




Conteúdo Recomendado