Núcleo Cinéfilo de Seia comemora aniversário com iniciativas ao longo do mês

O Núcleo Cinéfilo de Seia vai assinalar este mês o 5.º aniversário com a realização do habitual ciclo de duas sessões às quintas-feiras e uma conversa com um convidado da área do cinema, foi hoje anunciado.

O ciclo designado “A experiência do cinema” inclui a exibição, no Cineteatro da Casa Municipal da Cultura de Seia, dos filmes “Era Uma Vez Em Hollywood”, de Quentin Tarantino (2019), na quinta-feira, e “Apocalypse Now – Final Cut”, de Francis Ford Coppola (1979/2019), no dia 20.

A direção do 7a. Sena – Núcleo Cinéfilo de Seia refere, em comunicado hoje enviado à agência Lusa, que as duas sessões terão entradas gratuitas, “para assinalar o aniversário e procurar trazer mais público à sala”.

O programa do aniversário inclui ainda, no dia 28, às 18:00, na Casa da Cultura de Seia, uma ‘POP UP – à conversa com António Costa Valente’, onde o produtor e realizador irá falar do seu percurso profissional e de “experiências no cinema”.

“Diretor do Festival de Avanca há 22 anos, Costa Valente tem tido uma longa atividade na produção e realização de cinema com mais de uma centena de filmes, que por sua vez receberam mais de três centenas de prémios em países dos cinco continentes”, segundo a fonte.

O Núcleo Cinéfilo de Seia, que foi fundado em 2015, é uma entidade independente que está integrada na Associação de Arte e Imagem de Seia.

A coletividade tem contado com o apoio do município de Seia e mantém uma estreita relação com o CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, que cumpre este ano a sua 26.ª edição.

Enquanto cineclube, o referido núcleo “tem contribuído para a divulgação cinematográfica junto da comunidade, alargando e diversificando a oferta cultural na região”.

“Tem vindo ao longo destes cinco anos a promover o cinema de autor, os grandes clássicos, o cinema português e o cinema europeu, em sessões quinzenais, às quintas-feiras”, lê-se.

Com uma equipa de seis elementos, o 7ª. Sena pretende “continuar a agitar consciências, estimular e provocar, cativar novos públicos e despertar interesses muitas vezes adormecidos”, é assegurado.

Ao longo do seu historial, o Núcleo Cinéfilo também “tem partilhado o cinema, levando-o a espaços improváveis”, com a realização de sessões anuais do ‘Itinerante’, um programa de cinema ao ar livre, promovido em julho e em agosto, em vilas e aldeias do concelho de Seia, no distrito da Guarda.

“Ao longo do ano contabiliza mais de 1.300 espetadores nas sessões em sala e cinema ao ar livre”, conclui a nota.




Conteúdo Recomendado