Novo Banco cede 5 obras de pintura ao Museu da Guarda

João Hogan, Nikias Skapinakis, José de Guimarães, Júlio Resende e Luís Pinto Coelho são os autores das obras que ficarão em exposição permanente.

O Novo Banco (NB) vai assinar no próximo dia 8 de junho, às 18 horas, no Museu da Guarda, um protocolo com a Câmara Municipal da Guarda, para a cedência de um conjunto de 5 obras de importantes artistas portugueses da segunda metade do século XX pertencentes à coleção de pintura do banco. Estas obras dos artistas João Hogan, Nikias Skapinakis, José de Guimarães, Júlio Resende e Luís Pinto Coelho, ficarão em exposição permanente no Museu da Guarda.

A assinatura do protocolo contará com a presença do Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, do Presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro dos Santos e com o CEO do Novo Banco, António Ramalho.

Segundo a nota informativa do Novo Banco esta é mais uma iniciativa que se insere no âmbito do projeto NB Cultura, “criado com o compromisso de disponibilizar ao público o património cultural e artístico do Novo Banco, através de parcerias com entidades públicas e privadas, como Universidades e Museus, de âmbito nacional e regional”.

Neste sentido, no passado mês de abril, o Novo Banco assinou também em Castelo Branco, com o Museu Francisco Tavares Proença Júnior, outro protocolo para a cedência de uma pintura do século XVII, atribuída a Jan Fyt, um dos mais interessantes pintores flamengos de Naturezas mortas.




Conteúdo Recomendado