Município da Guarda investe mais de 1 milhão de euros na ampliação da Plataforma Logística

O Município da Guarda anunciou hoje que vai avançar com a 3ª fase de expansão da Plataforma Logística da Guarda.

O Município da Guarda informou hoje em comunicado que, “numa altura em que a maior área empresarial do concelho se encontra apenas com cinco lotes disponíveis para venda, a Câmara vai mesmo avançar com obras de infraestruturação do terreno disponível, onde deverão surgir mais 41 lotes de terreno, perfazendo um total de 197 lotes no total.”


A obra, “Requalificação e Ampliação da Plataforma Logística da Guarda – 3ª fase”, corresponde a um investimento de mais de 1 milhão e 250 mil euros e compreende rede viária, plano de acessibilidades, rede de drenagem pluvial, rede de abastecimento de água, rede de drenagem de águas residuais, rede de incêndios, projeto elétrico e ITUR, rede de gás natural, arranjos exteriores e sinalização.

Recorde-se que a Plataforma Logística da Guarda integra a rede nacional de plataformas logísticas e é uma estrutura de operação internacional e um interface privilegiado para a atividade empresarial e industrial.

“Numa localização geoestratégica de excelência no âmbito ibérico e europeu, esta estrutura visa potenciar a circulação de mercadorias e as transações comerciais intensificando a importação e exportação, facultando também excelentes condições para a atuação nacional e regional. Encontra-se exatamente na confluência das Autoestradas A25 e A23, principais eixos de ligação rodoviária a toda a Europa, a todo o litoral de Portugal e à sua capital, Lisboa e a apenas 40 minutos da fronteira com Espanha”, acrescenta o Município da Guarda.

A Plataforma conta com um Parque TIR para apoio à camionagem, com 110 lugares e estacionamento para viaturas pesadas, 15 deles específicos para transporte de frio, acrescido de 27 lugares para estacionamento de viaturas ligeiras.




Conteúdo Recomendado