Memorial em Vilar Formoso dedicado aos refugiados recebeu este ano 5.000 visitantes

Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes

O Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes recebeu este ano “mais de 5.000 visitantes” e é um equipamento que está a atrair turistas para Vilar Formoso, no concelho de Almeida, foi hoje anunciado.

Segundo a Câmara Municipal de Almeida, no distrito da Guarda, “o Polo Museológico Vilar Formoso Fronteira da Paz: Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes, aberto ao público desde 26 de agosto de 2017, continua a ser um polo de atração turística, recebendo cada vez mais visitantes”.

A autarquia refere em comunicado hoje divulgado na sua página oficial da internet que “o número de visitantes tem aumentado de ano para ano, atingindo de janeiro a outubro [de 2019] mais de 5.000 visitantes”.

A maior percentagem de visitantes diz respeito a “pessoas integradas em grupos turísticos, provenientes não só do território nacional como do estrangeiro”, indica.

Ainda de acordo com a nota, agrupamentos de escolas, academias, associações, grupos culturais e grupos particulares são os “organismos que mais solicitam a visita ao polo” museológico da vila fronteiriça de Vilar Formoso, no distrito da Guarda.

O município destaca também “a visita de muitos familiares e refugiados da II Guerra Mundial que passaram por Vilar Formoso, salvos pelo visto de Aristides de Sousa Mendes”.

“O Polo Museológico tem dado uma nova dinâmica a esta vila do interior do concelho de Almeida, assumindo-se como instrumento que propicia a valorização do património cultural”, remata a Câmara Municipal de Almeida, presidida por António José Machado.

Entre os dias 17 e 19 de junho de 1940, Aristides de Sousa Mendes, cônsul de Portugal em Bordéus, assinou 30 mil vistos para salvar pessoas do holocausto nazi, contrariando as ordens do Governo de Salazar, situação que o levaria à expulsão da carreira diplomática. Muitos desses refugiados entraram em Portugal pela fronteira de Vilar Formoso.

O Polo Museológico Vilar Formoso Fronteira da Paz – Memorial aos Refugiados e ao Cônsul Aristides de Sousa Mendes foi inaugurado no dia 26 de agosto de 2017 pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O espaço, localizado junto da estação de caminho-de-ferro de Vilar Formoso, possui seis núcleos expositivos relacionados com as temáticas “Gente como nós”, “Início do pesadelo”, “A viagem”, “Vilar Formoso fronteira da paz”, “Por terras de Portugal” e “A partida”.

O projeto, que está integrado na Rede de Judiarias de Portugal – Rotas de Sefarad, foi apoiado pelo Estado Português e pelo EEA Grants “2009-2014”, um mecanismo financeiro do Espaço Económico Europeu (EEA) através do qual a Noruega, Islândia e o Liechtenstein financiam diversas áreas prioritárias de ação junto dos países beneficiários do Fundo de Coesão da União Europeia.




Conteúdo Recomendado