Marco Tizza vence quinta etapa e Joni Brandão aproxima-se

O ciclista da Guarda e atleta da RP Boavista, David Rodrigues, ficou em 22.º lugar.

O italiano Marco Tizza (Amore & Vita-Prodir) ganhou ontem a quinta etapa da 81.ª Volta a Portugal Santander, uma ligação de 158 quilómetros, entre Oliveira do Hospital e a Guarda, que deixou Gustavo César Veloso (W52-FC Porto) no topo da geral, apesar do ataque final de Joni Brandão (Efapel), que ganhou 2 segundos ao galego. 

Esta foi a primeira etapa em que uma fuga formada na fase inicial conseguiu chegar à meta. Os corredores sabiam que essa seria uma forte possibilidade, motivo pelo qual houve muitos interessados em entrar na fuga do dia para tentar a vitória na etapa. Por isso, o ritmo foi vivo desde o início da jornada, só se formando o grupo de escapados já depois de percorridos 52 quilómetros. 

Alejandro Marque e David Livramento (Sporting-Tavira), Óscar Sevilla (Medellín), Zakary Dempster (Israel Cycling Academy), Domingos Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA), Thibault Guernalec (Team Arkéa-Samsic), Marco Tizza (Amore & Vita-Prodir) e João Matias (Vito-Feirense-PNB) conseguiram o estatuto de fugitivos desta quinta etapa. 

A W52-FC Porto mostrou desinteresse em lutar pela vitória na tirada, deixando a diferença para a frente de corrida ultrapassar os 5 minutos. Teve de ser a Rádio Popular-Boavista a assumir a perseguição, fazendo a renda dos fugitivos cair para menos de 3 minutos. O afastamento dos boavisteiros da dianteira do pelotão, a 20 quilómetros do final, foi determinante para que o vencedor da etapa saísse dos aventureiros do dia. 

A subida de 3 quilómetros, dentro da Guarda, dinamitou o grupo de fugitivos. Marco Tizza revelou-se o mais forte, cortando a meta com 4h02m53s, menos 10 segundos do que Alejandro Marque e menos 23 do que Zakari Dempster, que ocuparam as posições imediatas. 

Sem hipótese de discutir a etapa, o pelotão dos candidatos bateu-se pela classificação geral. A W52-FC Porto impôs um ritmo forte, mas o melhor dos homens da geral foi mesmo Joni Brandão, que recuperou 2 segundos face a Gustavo César Veloso e 4 segundos relativamente a Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano) e a João Rodrigues (W52-FC Porto). 

Numa corrida em que os mais fortes ainda estão separados por pouco tempo, Gustavo César Veloso comanda com 15 segundos de vantagem sobre João Rodrigues, tendo Vicente García de Mateos a 22, Joni Brandão a 25 e Henrique Casimiro a 45. 

Daniel Mestre (W52-FC Porto) continua com a camisola dos pontos e Emanuel Duarte (LA Alumínios-LA Sport) permanece no topo da classificação da juventude. David Ribeiro (LA Alumínios-LA Sport) assumiu a dianteira na montanha e a W52-FC Porto segue à frente por equipas. 

A Volta a Portugal chega, nesta terça-feira, ao dia de descanso. A competição será retomada na quarta-feira, dia da sexta etapa, 189,2 quilómetros entre Torre de Moncorvo e Bragança, na última jornada em que os sprinters podem sonhar com o triunfo. 

Classificações completas, aqui



Conteúdo Recomendado