Hospital Sousa Martins reestrutura os serviços por causa do COVID-19

No denominado Pavilhão Novo, toda a sua área de internamento e Bloco Operatório – Piso 1, ficarão afetos a doentes suspeitos ou confirmados de infeção por coronavírus.

No atual contexto de pandemia por COVID-19, o Conselho de Administração da ULS Guarda informou através de comunicado que irão proceder a algumas mudanças, “reestruturando espaços e funcionamento dos serviços que durarão enquanto se mantiver o período contingente que atravessamos”.


Segundo a nota informativa, “foram definidas duas áreas distintas no Hospital Sousa Martins, de forma a cumprir o objetivo de segurança e proteção dos nossos utentes e profissionais”.


No denominado Pavilhão Novo, toda a sua área de internamento e Bloco Operatório – Piso 1, ficarão afetos a doentes suspeitos ou confirmados de infeção por coronavírus. Manter-se-ão as restantes unidades e serviços que funcionam nos restantes pisos.


Nos denominados Pavilhões 1 e 5, serão internados todos os outros doentes com necessidade, das diversas especialidades.


Para acomodar esta situação houve necessidade de deslocar serviços, nomeadamente, o Serviço de Ortopedia passa a ocupar as instalações do serviço de Cardiologia; o Serviço de Cardiologia passa a partilhar o piso de Medicina Interna; o Serviço de Cirurgia passa a ocupar as instalações do Serviço de Ginecologia; o Serviço de Ginecologia passa a partilhar um espaço no Serviço de Obstetrícia; o Serviço de Pneumologia passará a ocupar as instalações onde atualmente se encontra o internamento de Psiquiatria; a Urgência Pediátrica passa a ocupar as instalações onde se encontra actualmente a Consulta Externa de Psiquiatra; a Consulta Externa de Psiquiatria passa a funcionar na zona das Consultas Externas do Pavilhão Novo; as cirurgias de doentes não infetados por coronavírus serão realizadas no Bloco Operatório do Pavilhão 5.


Estas mudanças iniciaram-se hoje e decorrerão de forma faseada até ao final da semana, sendo que a partir das 13 horas de amanhã a Urgência Pediátrica funcionará já no novo espaço pelo que o seu acesso preferencial será pela portaria da antiga Consulta Externa.


A ULS da Guarda lamenta já quaisquer constrangimentos ou incómodos que estas medidas possam causar a utentes e profissionais, mas é definitivamente a melhor opção para minimizar o risco.



Conteúdo Recomendado