GNR apreende 2,7 toneladas de pinhas de pinheiro manso em Gouveia

A GNR apreendeu 2,7 toneladas de pinhas de pinheiro manso em Nespereira, no concelho de Gouveia, distrito da Guarda, por terem sido colhidas fora do período permitido por lei, foi hoje anunciado.

O Comando Territorial da GNR da Guarda refere em comunicado hoje enviado à agência Lusa que a apreensão das pinhas foi feita na quarta-feira, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Gouveia.

Segundo a nota, durante uma ação de fiscalização no âmbito da proteção florestal, os militares abordaram um veículo que transportava pinhas de pinheiro manso que, de acordo com a lei, não podem ser apanhadas “fora do período de 01 de dezembro de 2019 a 31 de março de 2020”.

A GNR acrescenta que, durante a ação de fiscalização, os militares identificaram um homem com 39 anos, que conduzia a viatura onde as pinhas eram transportadas e elaboraram um auto de contraordenação, cuja infração corresponde a uma coima que pode atingir os 3.500 euros.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda adiantou à Lusa que o auto de contraordenação foi remetido para o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Além das pinhas, a GNR apreendeu outros objetos utilizados na prática do ilícito contraordenacional, que foram entregues nas instalações do ICNF, em Seia, também no distrito da Guarda.




Conteúdo Recomendado