Exposição Habitar a Obra de Helena Almeida no Museu da Guarda

A exposição terá cerimónia de inauguração restrita e simbólica, devido à situação pandémica atual, hoje, dia 26, pelas 17 horas.

No âmbito do protocolo estabelecido entre a Fundação de Serralves e o Município da Guarda, estará patente entre 27 de outubro de 2020 e 24 de Janeiro de 2021 a exposição Habitar a Obra [obras da Coleção de Serralves] de Helena Almeida.

A exposição terá cerimónia de inauguração restrita e simbólica, devido à situação pandémica atual, esta segunda-feira, dia 26 de outubro, pelas 17 horas, ficando aberta ao público apenas no dia seguinte na sala principal de exposições temporárias.

Consagrada internacionalmente pelo seu percurso singular, Helena Almeida (Lisboa, 1934-2018) usa o seu corpo como extensão do desenho, da pintura e da fotografia. A criadora portuguesa delineia meticulosamente uma coreografia na composição das suas obras em estudos e desenhos preparatórios que evidenciam a sua utilização da cor e do corpo, de que é exemplo a sua obra “Sem Título” (1994-1995), uma peça especialmente produzida para a exposição da artista na Casa de Serralves, em 1995, que assume posição de destaque na mostra patente no Museu da Guarda.

A presente mostra enquadra-se no programa de exposições e apresentação de obras da Coleção de Serralves, especificamente selecionadas para os locais de exposição com o objetivo de tornar o acervo acessível a públicos diversificados e de todas as regiões do país.



Conteúdo Recomendado