Dominado fogo na Covilhã que obrigou a retirar jovens de acampamento

O incêndio que deflagrou ontem à tarde no concelho da Covilhã, e que obrigou a retirar cerca de 60 jovens de um acampamento, foi dado como dominado às 20h39, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

“No terreno mantêm-se 116 operacionais, auxiliados por 37 veículos”, acrescentou a mesma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco.

Contactado pela Lusa, o presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira, explicou que os jovens que estavam a acampar na Quinta do Rio e que foram retirados do local por precaução ficam a pernoitar no pavilhão gimnodesportivo de uma escola do Teixoso.

“A informação que tenho é a de que estão bem e que ficam a pernoitar no pavilhão. Entretanto, já providenciámos refeições para o pequeno-almoço e almoço de terça-feira”, referiu.

Num primeiro balanço, o autarca adiantou que as chamas queimaram mato e floresta, bem como algumas propriedades agrícolas e, pelo menos, um trator e alfaias.

Segundo a página na internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, este fogo começou às 15h21, numa zona de mato da localidade de Terlamonte, freguesia do Teixoso, concelho da Covilhã, no distrito de Castelo Branco. Às 18:20, as chamas estavam a ser combatidas por 101 operacionais, auxiliados por 28 veículos e seis meios aéreos.

O incêndio chegou a ser combatido por 125 operacionais e seis meios aéreos.




Conteúdo Recomendado