Distrito da Guarda registou 78 ocorrências

O CDOS da Guarda registou ainda duas quedas de elementos em construção, um desabamento de estruturas edificadas e uma movimentação de terras.

O distrito da Guarda registou 78 ocorrências sem gravidade, a maioria relacionadas com quedas de árvores, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) local.

Segundo a fonte, no âmbito das várias ocorrências que foram registadas “um pouco por todo o distrito, não há danos pessoais a lamentar”.

O maior número de incidentes foi relacionado com quedas de árvores (51), seguindo-se a limpeza de vias (10), inundações (sete) e quedas de estruturas móveis de publicidade e de andaimes da construção civil (seis).

O CDOS da Guarda registou ainda duas quedas de elementos em construção, um desabamento de estruturas edificadas e uma movimentação de terras.

Em todo o país, a Proteção Civil registou durante a madrugada de hoje mais de 3.010 ocorrências relacionadas com o mau tempo, que provocou mais de 1.900 quedas de árvores, 346 inundações e 34 deslizamentos de terras.

Pelas 08:35, segundo o CDOS da Guarda, ocorreu uma colisão rodoviária entre dois veículos ligeiros, na estrada nacional 231, no concelho de Seia, que causou um ferido grave e um ligeiro.

Estiveram no local os Bombeiros Voluntários de Seia, com cinco homens e duas viaturas, indicou a fonte.



Conteúdo Recomendado