Distinguido projeto que pretende sensibilizar a população para os benefícios da urtiga planta em Fornos de Algodres

Trata-se do projeto “Urticarea”, da autoria de Rafael Paraíso Bento, aluno de Universidade da Beira Interior.

Projetos de cosméticos sustentáveis e de produtos com urtigas vencem Concurso de Jovens Empreendedores.

Um projeto para criar cosméticos amigos do ambiente e outro para incrementar produtos à base de urtigas foram hoje os vencedores do Concurso Nacional de Jovens Empreendedores da 3.ª Mostra Nacional de Jovens Empreendedores, organizada pela Fundação da Juventude.

Durante dois dias, os 129 jovens empreendedores concorrentes, orientados por 19 professores de cerca de 37 instituições de ensino, apresentaram os seus projetos na Mostra, que foram analisados pelo júri, presidido por Emídio Gomes, presidente da Portus Park e Vice-Reitor da Universidade de Trás os Montes e Alto Douro.

Na categoria de ensino secundário, o 1.º prémio, no valor de 1.000 euros, foi atribuído ao projeto “Dream Skin” da autoria de Ana Margarida de Jesus, Joana Filipa Venâncio e Mariana Isabel Nunes, da Escola Profissional de Oliveira do Hospital.

O projeto “Dream Skin” pretende criar uma linha de produtos de cosmética sustentável, “eco-friendly”, tendo por base o desperdício de azeite, a cera de abelha e o soro de leite, reaproveitando os resíduos orgânicos de valor biológico, a minimização do desperdício de água e de energia e o reaproveitamento de embalagens.

Na categoria de ensino superior, o 1.º prémio, no valor de 1500 euros, foi para o projeto “Urticarea”, da autoria de Rafael Paraíso Bento, aluno de Universidade da Beira Interior, que tem como objetivo a sensibilização da população para os benefícios da Urtiga, plantada em Fornos de Algodres.

O projeto pretende apoiar empresas locais que já utilizam a urtiga nos seus produtos, dinamizando a economia local.



Conteúdo Recomendado