Detido por violência doméstica na Guarda fica com pulseira eletrónica

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, que durava há duas semanas, os militares apuraram que o suspeito exercia violência e ameaças sobre a sua esposa.

O Comando Territorial da Guarda, através do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas deteve um homem com 63 anos, por violência doméstica, no concelho da Guarda, na passada terça-feira, dia 17.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, que durava há duas semanas, os militares apuraram que o suspeito, sempre no interior da sua residência, exercia violência física, psicológica e ameaças sobre a sua esposa, de 66 anos, tendo, na sequência das diligências de investigação, sido cumprido um mandado de detenção.

O detido, após ser presente ao Tribunal Judicial da Guarda, ficou sujeito às medidas de coação de proibição de contactos com a vítima e proibição de aproximação a menos de 1 quilómetro controlados por pulseira eletrónica




Conteúdo Recomendado