Covid-19. Salamanca encerrada parcialmente a partir de sexta-feira à noite

Os residentes podem circular com liberdade. Cafés, bares, restaurantes e lojas passam a ter lotação reduzida.

A cidade espanhola de Salamanca, a cerca de 120 km de Portugal, ficará parcialmente fechada e com medidas restritivas durante 14 dias a partir de sexta-feira à noite, para conter a progressão de Covid-19, anunciaram as autoridades regionais.

“Salamanca vai iniciar um período de limitação da mobilidade e da lotação das áreas comerciais a partir de sexta-feira à noite”, disse Veronica Casada, responsável pela Saúde na região de Castela e Leão, numa conferência de imprensa.

A cidade de 144 mil habitantes, famosa pela sua universidade do século XIII, junta-se assim ao grupo de cidades espanholas que sofrem de restrições de mobilidade, incluindo a capital do país, Madrid.
As medidas que vão entrar em vigor proíbem os habitantes da cidade de sair e entrar no concelho, exceto por razões específicas, como ir trabalhar ou para tratamento médico.

Os residentes podem circular com toda a liberdade pela cidade, mas os cafés, bares, restaurantes e lojas passam a ter a sua lotação reduzida.
As reuniões ficam limitadas a um máximo de seis pessoas, tanto em locais públicos como privados, e as visitas aos lares para idosos são suspensas exceto em circunstâncias particulares ou situações de fim de vida.

Veronica Casada explicou que Salamanca ultrapassou, com uma taxa de 504, o limiar estabelecido pelo Ministério da Saúde (500 casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias).

Duas outras cidades da região de Castela e Leão já tinham sido afetadas por medidas idênticas na semana passada, Palência e Leão.

Várias regiões espanholas têm aplicado medidas sanitárias para lidar contra a pandemia de Covid-19, e entre as mais drásticas está o encerramento de bares e restaurantes na Catalunha durante pelo menos 15 dias, a partir desta quinta-feira à noite.



Conteúdo Recomendado