Covid-19: Sabugal disponibiliza ajuda para entregar alimentos e medicamentos em casa

A Câmara Municipal do Sabugal, no distrito da Guarda, anunciou hoje que leva alimentos e medicamentos a idosos e a outros residentes no concelho que estejam em isolamento social devido à covid-19 e que necessitem de apoio.

“No âmbito das medidas de prevenção, de coordenação e de apoio às populações, resultantes da pandemia que estamos a viver, a Câmara Municipal do Sabugal assegura o acesso a bens de primeira necessidade (alimentos e medicamentos) a residentes no concelho em isolamento social”, refere a autarquia em comunicado hoje publicado na sua página oficial na internet.

A autarquia do Sabugal especifica que a ajuda disponibilizada destina-se a pessoas em isolamento social sem retaguarda familiar e/ou relações de vizinhança, idosos, grupos de risco (doenças graves/crónicas), isolamento/quarentena e outras situações de risco.

“Aqui, para si! Levamos-lhe alimentos e medicamentos”, refere o município, que fornece dois contactos telefónicos (271 750 085/271 751 056) para responder às solicitações dos habitantes do concelho que necessitem do apoio disponibilizado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infetou mais de 250 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 10.400 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se já por 182 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.020, mais 235 do que na quinta-feira.

O número de mortos no país subiu para seis.

Dos casos confirmados, 894 estão a recuperar em casa e 126 estão internados, 26 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira, depois de a Assembleia da República ter aprovado na quarta-feira o decreto que lhe foi submetido pelo Presidente da República, com o objetivo de combater a pandemia de Covid-19, após a proposta ter recebido pareceres favoráveis do Conselho de Estado e do Governo.

O estado de emergência proposto pelo Presidente prolonga-se até às 23:59 de 02 de abril.




Conteúdo Recomendado