Covid-19: Sabugal assinala capeias arraianas nas freguesias com filmes das iniciativas de 2016

O município do Sabugal vai assinalar as capeias arraianas deste ano, que não se realizam devido à pandemia da covid-19, com a exibição de filmes das iniciativas efetuadas em 2016, foi hoje anunciado.

Amadeu Neves, vereador com os pelouros do turismo e da cultura na Câmara Municipal do Sabugal, disse hoje à agência Lusa que “o calendário das capeias mantém-se”, mas, este ano, em vez de as lides tauromáquicas se realizarem ao vivo, junto da hora em que costumavam acontecer nas freguesias, pelas 17h00, serão exibidos filmes no Facebook da autarquia e na Localvisão TV (canal de televisão transmitido em várias operadoras nacionais e estrangeiras).

“Este ano vamos levar memórias às pessoas. Fizemos um calendário digital [das capeias] e, como em 2016, fruto da capeia ser Património Cultural Imaterial Nacional, fizemos a recolha de todas as manifestações do concelho, vamos fazer a exibição desses filmes, com cerca de meia hora cada um”, adiantou.

Devido à pandemia da covid-19, muitos emigrantes e naturais do concelho não se deslocarão este ano às terras de origem, daí que, com esta iniciativa, a autarquia do Sabugal pretenda “manter a ligação das pessoas à terra”, revivendo a tradição da capeia arraiana.

“Em vez de as pessoas assistirem à capeia nas praças de cada terra, como é costume, assistem através da televisão e das redes sociais aos filmes que foram realizados em cada local, em agosto de 2016”, rematou Amadeu Neves.

O calendário ‘online’ das capeias arraianas do Sabugal começa no dia 02 de agosto em Quadrazais, seguindo-se Rebolosa (05), Lageosa da Raia (06), Aldeia do Bispo (10), Soito (11), Ozendo (12), Nave (14), Aldeia da Ponte (15), Vale de Espinho (16), Alfaiates e Forcalhos (17), Fóios (18), Soito (Festival ‘Ó Forcão Rapazes’, 22) e Aldeia Velha (25).

Segundo a autarquia do Sabugal, no distrito da Guarda, “nesta nova temporada, o calendário das capeias mantém-se fiel e a tradição transmite-se nas imagens de uma identidade que voltará a surpreender os sentidos”.

A capeia arraiana foi registada no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial em novembro de 2011.

É uma manifestação tauromáquica que se distingue das restantes por incluir a lide do touro bravo com recurso ao forcão, um engenho em madeira de forma triangular que é manuseado por cerca de 30 homens.

O forcão tem por objetivo “cansar” o touro para que, posteriormente, os homens mais corajosos o possam agarrar.

A capeia arraiana é uma tradição do concelho do Sabugal, localizado junto da fronteira com Espanha, que tem maior projeção nos meses de verão, com a presença habitual de milhares de emigrantes e de naturais da região.

A tradição é praticada nas localidades de Alfaiates, Aldeia Velha, Aldeia da Ponte, Aldeia do Bispo, Fóios, Forcalhos, Lageosa, Nave, Rebolosa, Soito e Ozendo (freguesia de Quadrazais).

CAPEIA NA ALDEIA! ESTE ANO LEVAMOS ATÉ SI MEMÓRIAS…



Conteúdo Recomendado