Covid-19: Município e Agrupamento de Escolas de Pinhel cedem computadores e acessos à internet

O município e o Agrupamento de Escolas de Pinhel, no distrito da Guarda, cederam 120 computadores e meios de acesso à internet aos alunos que não possuem equipamentos para acompanhar o ensino à distância, foi hoje anunciado.

“Cientes da necessidade de unir esforços no sentido de garantir que todos os alunos do concelho de Pinhel têm acesso a um ensino à distância inclusivo, equitativo e com qualidade, o município de Pinhel e o Agrupamento de Escolas levaram a efeito um levantamento de necessidades com vista a poder dar resposta aos casos onde se verificava uma efetiva falta de meios que poderia comprometer o processo de aprendizagem”, refere a autarquia em comunicado hoje enviado à agência Lusa.

Segundo a nota, para dar resposta às necessidades dos alunos que devido à pandemia da covid-19 passaram a ter aulas através de meios digitais, o município de Pinhel, presidido por Rui Ventura, “procedeu à aquisição de 120 ‘webcams’, 120 ‘headphones’ e 60 ‘hotspots’ de 30 Gb de acesso à internet (com a duração de três meses) para ceder, a título de empréstimo, aos alunos que manifestaram esta necessidade”.

“Juntamente com estes equipamentos, o Agrupamento de Escolas cedeu, também a título de empréstimo, cerca de 120 computadores para uso pessoal dos alunos, na sua ligação às plataformas ‘online'”, acrescenta.

A Câmara Municipal de Pinhel indica ainda que, quinzenalmente, uma professora do município “vai a casa de alguns alunos do 1.º Ciclo [do Ensino Básico] entregar e receber trabalhos escolares, pois devido à sua tenra idade e à necessidade de trabalhos manuscritos, exigem uma atenção especial, que não foi descurada”.

A nota também refere que o município e o Agrupamento de Escolas já estruturaram o regresso às aulas, a partir de segunda-feira, dos alunos dos 11.º e 12.º anos, “com a devida segurança”, não só nos espaços escolares, mas também nos transportes.

Para o processo de limpeza e desinfeção, a autarquia de Pinhel adquiriu duas máquinas para uso diário nos espaços utilizados pela comunidade escolar, remata.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 283 mil mortos e infetou mais de 4,1 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Portugal contabiliza 1.144 mortos associados à covid-19 em 27.679 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.



Conteúdo Recomendado