Covid-19: Município de Pinhel dispõe de 150 camas no Centro Logístico

O espaço está também dotado com uma área que tem “possibilidade de servir 200 refeições” diárias, indicou.

A Câmara Municipal de Pinhel, no distrito da Guarda, instalou 150 camas no Centro Logístico local, no âmbito do combate à pandemia da covid-19, foi hoje anunciado.

O presidente da autarquia, Rui Ventura, disse hoje à agência Lusa que no Centro Logístico de Pinhel estão “150 camas já montadas” e que, em caso de necessidade, o espaço tem capacidade “para levar muitas mais”.

O município equipou o espaço – metade de um pavilhão do Centro Logístico – com camas que pediu à Direção-Geral de Educação e com outras que pertenciam à antiga residência de estudantes local.

O espaço está também dotado com uma área que tem “possibilidade de servir 200 refeições” diárias, indicou.

“Caso seja necessário, é um espaço de acolhimento a pessoas que estejam infetadas pelo vírus”, referiu Rui Ventura.

O responsável disse ainda que, em caso de necessidade, o complexo do Centro Logístico de Pinhel tem também zonas para a realização de possíveis triagens e para montagem de um hospital de campanha de âmbito distrital, tendo já informado o Comando Distrital de Operações de Socorro da Guarda sobre essa possibilidade.

“Cada pavilhão do Centro Logístico tem 2.400 metros quadrados. Nós ainda temos disponíveis para ocupação, sedo necessário, cerca de quatro mil metros quadrados”, apontou.

No concelho de Pinhel foram, até ao momento, registados quatro casos positivos de infeção pela covid-19, na localidade de Pínzio, segundo o presidente da Câmara Municipal.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 828 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41 mil.

Em Portugal, segundo o balanço feito na terça-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 160 mortes, mais 20 do que na véspera (+14,3%), e 7.443 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 1.035 em relação a segunda-feira (+16,1%).

Dos infetados, 627 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.



Conteúdo Recomendado