Covid-19: Alteração de horários nos espetáculos do Teatro Municipal da Guarda

O Teatro Municipal da Guarda (TMG) vai antecipar os horários dos espetáculos agendados para as 21h30, face às recentes medidas de contenção da pandemia de covid-19, foi hoje anunciado.

“Estamos abertos, começamos mais cedo”, refere a Câmara Municipal da Guarda em comunicado, onde consta a alteração dos horários dos espetáculos agendados para o TMG até ao final do ano.

Para cumprimento da Resolução do Conselho de Ministros de 02 de novembro (92-A/2020), que estipula o encerramento dos equipamentos culturais às 22h30 por razões de combate à propagação da covid-19 e de cumprimento do dever cívico de recolhimento domiciliário noturno, a autarquia adianta que o TMG passará a adotar novos horários para os espetáculos.

Segundo a fonte, “horários de espetáculos inicialmente agendados para as 21h30 durante a semana passam para as 19h00” e “horários de espetáculos inicialmente agendados para as 21h30 durante o fim de semana e feriados passam para as 18h00”.

O TMG “mantém-se aberto, mas iniciando os espetáculos e atividades mais cedo (antes do jantar) de forma a permitir que o público possa cumprir o seu dever de recolhimento conforme diretriz do Governo”, acrescenta.

“Não haverá, salvo força maior, cancelamentos de espetáculos programados nesta temporada”, assinala a autarquia da Guarda.

A fonte refere ainda que os espetadores que já adquiriram bilhetes para alguns dos espetáculos dos dois últimos meses do ano e que queiram a devolução do valor dos mesmos devem contactar a bilheteira do TMG (endereço de correio eletrónico bilheteira@tmg.com.pt ou telefone 271 205 241).

Dada a imprevisibilidade da evolução da pandemia e de possíveis futuros constrangimentos no normal funcionamento das atividades culturais do TMG, o município da Guarda admite que se afigura “provável que possa haver novas adaptações e recomendações”.

O TMG “assegura todas as regras de segurança, distanciamento social e higiene previstas nas orientações da Direção-Geral da Saúde”, garantindo “a segurança do público, artistas e equipa de trabalho”.

O município da Guarda é um dos 121 do país abrangidos, a partir de hoje, pelo dever cívico de recolhimento domiciliário, novos horários nos estabelecimentos e teletrabalho obrigatório, salvo “oposição fundamentada” pelo trabalhador, devido à covid-19.

Os restaurantes nestes 121 concelhos têm de fechar até às 22:30 e todos os estabelecimentos comerciais terão de encerrar, na generalidade, às 22:00.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.694 em Portugal.



Conteúdo Recomendado