Concelho do Sabugal prepara-se para a época das Capeias Arraianas

É o acontecimento do verão em onze freguesias do concelho raiano, que preservam esta peculiar corrida de touros com forcão.

Segundo o Instituto dos Museus e da Conservação (IMC), a Capeia Arraiana é «uma manifestação tauromáquica específica das comunidades de onze freguesias do concelho do Sabugal, caracterizada pelo facto de a lide do touro bravo ser realizada com o auxílio do forcão, estrutura triangular em madeira suportada pelo grupo de homens que enfrenta as investidas do touro». No dia 20 de junho, a freguesia de Fóios acolhe a tradicional garraiada, já no dia 27 do corrente mês Aldeia da Ponte será palco de uma capeia.

A localidade de Quadrazais abre, na tarde de 2 de agosto, a curta e intensa temporada das capeias arraianas no mês de agosto. Lageosa da Raia acolhe a 6 de agosto, o encero e capeia arraiana, seguindo-se a capeia arraiana noturna na freguesia de Ruivós (8 de agosto), Aldeia do Bispo (10 de agosto), Soito (11 de agosto), Ozendo e Rebolosa (12 de agosto), Nave (14 de agosto) Aldeia da Ponte (15 de agosto) Vale de Espinho (16 de agosto), Alfaiates e Forcalhos (17 de agosto), Fóios (18 de agosto) e Aldeia Velha (25 de agosto). O ponto alto da época acontece a 22 de agosto com o tradicional festival “Ó Forcão Rapazes!”, este ano realizado na praça de Aldeia da Ponte, onde as equipas de nove aldeias rivalizam para conseguir a melhor lide naquele que já é considerado o “campeonato do mundo do forcão”, assim designado por o Sabugal ser o único sítio do planeta onde os touros são corridos desta maneira. A Capeia Arraiana, que anualmente atrai milhares de pessoas à região transfronteiriça é reconhecida como Património Cultural Imaterial de Interesse Municipal, bem como se encontra registada no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (PCI).



Conteúdo Recomendado