Comédia “Cavaleiro Procura-se” na Covilhã

É o título da nova peça do Teatro das Beiras, que estreia no dia 21 de fevereiro, pelas 21h30, no auditório daquela companhia profissional da Covilhã.

Cavaleiro Procura-se, é uma criação coletiva da equipa artística do Teatro das BeirasSobre o espectáculo:

“Cavaleiro, procura-se!” É em primeiro lugar uma homenagem aos saltimbancos, trota mundos, e ao seu teatro ambulante. É neste universo imaginário do teatro itinerante que encontramos os nossos heróis de carne e osso, é nas suas aventuras e dissabores que descobrimos uma curiosa metáfora entre o teatro e a realidade.

Neste universo de ficção, que tanta vez se mistura com a vida, um casal de atores dos tempos modernos, profissionais talentosos, recorrem à arte teatral para contar, de terra em terra, as ancestrais histórias de capa e espada.

Entre muitas malas, trapos, bonecos, cores, personagens, objetos e muitas artes de magia, somos convidados a descobrir o tão valente em valentia Cavaleiro da Mão de Fogo e como conseguiu salvar a Princesa Tranças de Ouro das garras malvadas de um bruxo! O teatro vence batalhas!

Mas quando o público começa a entrar na sala e estamos prestes a começar o espetáculo, os atores deparam-se com um grande problema! Nada que alguma vez pudessem imaginar. Nunca lhes tinha acontecido tamanha desgraça. A personagem principal da história que estão prestes a contar, desapareceu, fugiu, foi-se embora. Sem Cavaleiro como poderão apresentar o espetáculo? Pior, como vão explicar tal situação embaraçosa ao público presente? Será o fim do teatro?

Mas nesse mesmo instante, nesse preciso momento em que o teatro pausa a realidade, atores e público partilham o mesmo risco, a mesma angustia:

– O teatro tem de acontecer!

Atores e público iniciam então uma busca desesperada pela plateia, bastidores, malas, sacos, mochilas, em busca do Cavaleiro desaparecido, ou, de quem o possa salvar. Sem mãos a medir vale tudo para salvar o espetáculo, o teatro e a vida!

Conseguirão os atores encontrar a personagem desaparecida, conseguirá o público ajudar a evitar este fim tão trágico para o teatro?

Ninguém sai da sala enquanto não se apresentar o espetáculo!

Mas nesta eterna luta entre o ser ou não ser, entre o decidir e o agir, entre a ficção e a realidade, olhamos para a arte como algo sinónimo da vida e reconhecemos em nós próprios capacidades que nos transcendem. É a magia do teatro!

De 23 de fevereiro a 6 de março serão realizadas sessões para as Escolas às 11 horas e 14h30. Espectáculo para maiores de 3 anos.



Conteúdo Recomendado