Cidadãos de Seia promovem debate sobre futuro do turismo no concelho

Um grupo de cidadãos de Seia de vários quadrantes de atividade vai promover, no dia 22, um debate sobre o setor do turismo naquele concelho do distrito da Guarda, foi hoje anunciado.

O debate “Seia, Que Futuro? Turismo”, vai decorrer entre as 15 e as 18 horas, no auditório da Escola Superior de Turismo e Hotelaria de Seia.

Segundo a organização, serão oradores Pedro Machado (presidente do Turismo do Centro), António Quaresma (Museu do Pão), Isabel Dias Costa (Burel Factory), Manuel Salgado e Adriano Costa (Escola Superior de Turismo e Hotelaria de Seia), Célia Gonçalves (ADIRAM – Aldeias de Montanha) e Carlos Filipe Camelo (presidente da Câmara Municipal de Seia e da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela).

Os promotores referem, em comunicado hoje enviado à agência Lusa, que se trata do primeiro de um conjunto de seis debates sobre o concelho de Seia, na Serra da Estrela, realizando-se os restantes a partir de novembro.

O grupo de cidadãos pretende “proporcionar um ciclo de debates sobre o desenvolvimento do concelho de Seia, incrementando a reflexão e o espírito crítico sobre temas considerados relevantes, numa perspetiva abrangente, cívica e apartidária”.

“Com esta iniciativa, pretendem os organizadores criar condições para ouvir personalidades de âmbito regional e nacional, consideradas relevantes nas áreas em que atuam, a par de agentes locais dos vários setores de atividade, dando ainda oportunidade a senenses espalhados pelo país e pela diáspora, para apresentarem os seus pontos de vista”, lê-se na nota.

Os responsáveis pelo projeto explicam que também pretendem “debater pela positiva, enquanto cidadãos interessados no futuro do concelho de Seia, procurando elaborar relatórios e chegar a conclusões que possam ser úteis aos órgãos autárquicos locais, associações empresariais, sociais e culturais e outras entidades e agentes com o objetivo último de contribuir para o desenvolvimento” local.

Com o ciclo de debates, os organizadores pretendem ainda “estimular a participação cívica, numa perspetiva construtiva junto dos agentes locais, considerados peças fundamentais no dinamismo territorial e aliados imprescindíveis das entidades com responsabilidades na comunidade”.

Cada debate a realizar “incidirá sobre dois ou três temas interligados, para os quais serão dirigidos convites a personalidades das áreas em questão, sendo abertos a todo o público interessado em participar”, rematam.

Fazem parte do grupo de trabalho do projeto “Seia, Que Futuro?” Maria Manuel Silva (professora universitária), Rosário Camelo (professora no Instituto Politécnico da Guarda), José Carlos Ribeiro (quadro superior da EDP), Paulo Fernandes (proprietário de uma farmácia e jovem agricultor), Jaime Reis (compositor e músico) Sérgio Viana (psicólogo), Mário Branquinho (diretor do festival de cinema e ambiente CineEco) e Carlos Filipe Camelo (autarca de Seia, que colabora como cidadão).




Conteúdo Recomendado