Casteição e Ranhados (Mêda) assinalam as Jornadas Europeias do Património 2019

A inicitiva é levada a cabo pela Unidade de Património Cultural e Arquivo da Câmara Municipal de Mêda, contando com a colaboração e apoio das Juntas de Freguesias locais e da Alter Ibi – Associação Transfronteiriça para o Desenvolvimento.

Casteição acolheu este domingo, 22 de setembro, atividades, inseridas nas Jornadas Europeias do Património 2019.

O dia começou com um percurso temático ao longo dos principais pontos patrimoniais do núcleo histórico de Casteição, seguindo-se uma visita a alguns soutos de castanheiros a poente da localidade, sob a orientação do especialista em Paleobotânica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Professor Doutor António Crespi que falou sobre a importância do castanheiro e da flora local ao longo da história da humanidade.

No final do percurso proporcionou-se uma vindima, junto ao lagar rupestre de Mosteiros, bem como o respetivo transporte das uvas, recriando-se, de seguida, a pisa, como seria feita à época, contado com a ajuda do Prof. Doutor António Pirra da Universidade Trás os Montes e Alto Douro. Estes lagares escavados na rocha, vulgarmente conhecidos como lagaretas, são uma imagem de marca do passado vinário da região, constituindo-se fundamentais para o estudo da origem da vinicultura em terras de Mêda.

O evento contou com a presença do Rancho Folclórico do Centro Cultural e Recreativo de Mêda, que animou o evento. Entretanto foi servido aos participantes um dos pratos típicos das vindimas locais, uma feijoada, confecionado e servido pela equipa do Complexo Desportivo Municipal.

As comemorações das Jornadas Europeias do Património 2019 prosseguem no domingo, dia 29, em Ranhados na sede da Junta de Freguesia.




Conteúdo Recomendado