Câmara de Celorico da Beira com orçamento de 10,7 milhões de euros para 2020

A Câmara Municipal de Celorico da Beira, no distrito da Guarda, aprovou um orçamento para 2020 no valor de 10,7 milhões de euros, que diminui cerca de 1,3 milhões de euros relativamente ao de 2019.

O orçamento foi aprovado por maioria pelo executivo autárquico de Celorico da Beira presidido por Carlos Ascensão (PSD), com dois votos contra (de um vereador do PS e do eleito pelo movimento independente IPNT).

Segundo Carlos Ascensão, o orçamento para 2020 é condicionado pela situação financeira municipal, cuja dívida ronda atualmente os 15 milhões de euros.

O autarca de Celorico da Beira referiu hoje à agência Lusa que a capacidade financeira do município “está limitada pela dívida a longo prazo” que “absorve uma grande parte dos recursos”.

“Estamos [executivo municipal] a trabalhar para que, num curto prazo, possamos sair de um processo de endividamento que limita muito a nossa atuação”, disse.

Carlos Ascensão justifica a diminuição do valor do orçamento de 2020 relativamente ao de 2019 pelo “contexto de alguma degradação financeira em termos de receita”, dado que o município a que preside se encontra “numa situação difícil” e está “em processo de saneamento financeiro”.

O município também diminuiu as receitas dos impostos, o que, segundo o responsável, originou alguma “limitação” na “capacidade de intervenção ao nível de investimentos e de obras”.

Em termos de investimentos, uma das prioridades para o próximo ano da autarquia de Celorico da Beira vai para o arranque das obras de requalificação e de reconstrução da Escola EB 2 3 Sacadura Cabral, com uma verba inscrita de 321 mil euros. A obra, que tem um valor de investimento global de 2,3 milhões de euros, será executada até 2021.

Em 2020, o município também prevê dar continuidade a obras de construção de Estações de Tratamento de Águas Residuais em várias localidades do concelho.

A realização de obras nas piscinas municipais com vista à sua reabertura, a execução de projetos na área da eficiência energética e a realização de obras na zona do castelo e a criação de um espaço museológico, são outras das apostas do executivo liderado por Carlos Ascensão.

O município de Celorico da Beira também tem no orçamento para o próximo ano verbas destinadas ao setor social.

“Temos preocupações constantes com o apoio na área social aos mais idosos, às crianças e aos jovens”, garante o responsável.

O orçamento do município de Celorico da Beira vai ser discutido na próxima reunião da Assembleia Municipal.




Conteúdo Recomendado