Câmara da Guarda destina 50 mil euros para o Orçamento Participativo 2021

A Câmara Municipal da Guarda vai destinar 50 mil euros ao Orçamento Participativo 2021 (OP 2021), cujas propostas podem ser apresentadas entre quarta-feira e o dia 10 de abril, foi hoje anunciado.

“O OP 2021 pretende incentivar e fomentar a responsabilidade individual e coletiva face aos desafios do desenvolvimento da cidade e do concelho, motivando para uma cidadania responsável, interventiva e ativa, materializando uma das mais importantes vertentes da democracia – dar voz ao cidadão”, refere o município da Guarda em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a autarquia presidida por Carlos Chaves Monteiro, mais uma vez o município “desafia os munícipes, residentes, trabalhadores ou estudantes e organizações da sociedade civil a participarem ativamente com propostas e ideias para o futuro da cidade e do concelho através do Orçamento Participativo”.

O município sublinha que as propostas apresentadas “deverão considerar apenas as áreas do Ambiente e Mobilidade e da Investigação e Desenvolvimento Tecnológico e poderão corresponder a um investimento na ordem dos 50.000 euros”.

Os interessados em participar devem fazê-lo através da plataforma ‘online’ no sítio oficial de internet do município (através do endereço op.mun-guarda.pt) ou pelo ‘email’ op@mun-guarda.pt.

Após a entrega das propostas, haverá um período de análise técnica, que decorrerá entre 15 de abril e 05 de maio, para verificação da viabilidade dos projetos, segundo a nota.

Todas as ideias com viabilidade técnica irão a votação pública, a realizar no período compreendido entre 15 de maio e 01 de junho.

A votação das propostas deverá ser feita ‘online’ na plataforma do OP 2021, no ‘site’ da autarquia da Guarda.

A apresentação pública do projeto vencedor está prevista para o dia 05 de junho, Dia Mundial do Ambiente.

O município da Guarda concretizou através do Orçamento Participativo, em 2015, o projeto do CUBUS, uma estrutura com sistema solar de carregamento de telemóveis, que é também um banco e um ‘hotspot’ com rede ‘wifi’.

Em 2016, a mesma autarquia promoveu o projeto de Requalificação do Chafariz da Dorna e, em 2017, o Parque de Merendas da Quinta da Taberna, na Freguesia de Videmonte.



Conteúdo Recomendado