Câmara da Guarda cede instalações para sede da Federação Distrital de Bombeiros

Antes da entrega do imóvel, o município irá fazer obras que visam, sobretudo, acabar com as infiltrações de humidade, que devem ficar prontas até ao dia 15 de abril.

A Federação de Bombeiros do Distrito da Guarda (FBDG) vai ter uma nova sede, cedida pela Câmara Municipal da Guarda, que incluirá um espaço dedicado à vida e obra do antigo dirigente Madeira Grilo.

A autarquia da Guarda celebrou ontem um memorando de entendimento com a direção da FBDG que contempla a realização de obras em um edifício do centro histórico que nos últimos anos serviu de sede do Clube de Caça e Pesca local.

Segundo o presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, o memorando “antecede o contrato de comodato de cedência [do edifício] para os próximos 20 anos”.

Antes da entrega do imóvel, o município irá fazer obras que visam, sobretudo, acabar com as infiltrações de humidade, que devem ficar prontas até ao dia 15 de abril.

“O que significa que, durante a segunda quinzena de abril, será assinado o contrato de comodato com as obras prontas”, disse Álvaro Amaro, durante a sessão realizada na futura sede da FBDG.

O espaço irá também acolher algum do espólio do antigo dirigente já falecido, Manuel Madeira Grilo, que “durante a sua vida muito deu à causa do voluntariado”, segundo o autarca.

O presidente da FBDG, Paulo Amaral, disse na sua intervenção que a cedência do espaço pela Câmara Municipal da Guarda torna possível a criação de um espaço dedicado à “vida e obra” de Madeira Grilo, que faleceu, com 83 anos, no dia 11 de setembro de 2014.

“Esta nova casa significa, para a vida dos bombeiros, uma tranquilidade futura, porque com a base do comodato deixamos de depender só do subsídio que a Câmara [Municipal da Guarda] nos dá”, disse o responsável aos jornalistas.

A FBDG ocupa um espaço arrendado pelo que, com a cedência de instalações, existirá “a possibilidade de, pela primeira vez”, ser devidamente exposto “o espólio da vida e da obra do professor Madeira Grilo, que é uma referência dos bombeiros para o distrito”.

“Só aqui, com uma casa destas e uma casa própria, isso era possível. Caso contrário, era sempre extremamente difícil fazer este tipo de convite à família [de Manuel Madeira Grilo], que se disponibilizou nesse sentido”, justificou Paulo Amaral.

O dirigente vaticina que a nova sede da FBDG dará a possibilidade de a comunidade visitar o local como um espaço onde poderá encontrar “memórias e algo que tem a ver com os bombeiros”.

A Federação liderada por Paulo Amaral, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Mêda, abrange as 23 associações de bombeiros que existem nos 14 concelhos do distrito da Guarda.




Conteúdo Recomendado