Boom Festival lança edição 2020 e revela impacto de 55,3 milhões de euros

O Boom Festival, que se realiza em Idanha-a-Nova, tem um impacto económico total de 55,3 milhões de euros em Portugal, segundo um estudo da consultora Ernst & Young.

Jakob Kolar

O estudo “Impacto Económico, Social e na Sustentabilidade ambiental do Boom Festival” revela mais números muito positivos: são 549 postos de trabalho sustentados diretamente pelo Boom e 41 mil pessoas envolvidas no evento (festivaleiros, artistas e outros profissionais).

O estudo foi divulgado publicamente na Sala de Sessões da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, no dia 28 de fevereiro, em conjunto com a apresentação do Boom Festival 2020, que vai trazer até Idanha-a-Nova, de 28 de julho a 4 de agosto, 40 mil festivaleiros oriundos de cerca de 150 países.

“O Boom Festival é uma das maiores bandeiras de Idanha como Cidade Criativa da UNESCO, na área da Música. Temos de louvar o esforço da organização para o impacto económico e social do evento acontecer o mais possível neste município e nesta região, em termos de postos de trabalho, da escolha dos fornecedores e do consumo que gera”, afirmou o presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, na apresentação do estudo, presenciada pela comunicação social e por entidades parceiras da organização.

Ainda assim, e apesar dos efeitos muito positivos do Boom Festival em Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto observa que o estudo “vem revelar que o grande impacto económico do Boom acontece em Lisboa, não por vontade da organização ou do nosso município, mas porque o modelo económico do país faz com que assim seja”.

O desafio é, por conseguinte, potenciar maiores impactos económicos e sociais em Idanha-a-Nova, onde o Boom Festival é realizado a cada dois anos, desde há 18 anos.

Alfredo Vasconcelos, um dos responsáveis pela organização do Boom, reafirma este compromisso e lembra que o festival, um do mais premiados a nível internacional, “tem no seu DNA a sustentabilidade e a responsabilidade social, tentando ser um bom exemplo para o Mundo”.

O Mundo, esse, tem correspondido ao conceito e qualidade do Boom com elevada procura: “Para a edição de 2020, sem anunciarmos qualquer cartaz, os 35 mil bilhetes esgotaram em 90 minutos, o nosso tempo recorde. Quando encerrámos as vendas – 95% dos bilhetes são vendidos online – tínhamos 50 mil pessoas em lista de espera”, avança Alfredo Vasconcelos.

O Boom Festival é um evento de cultura e bem-estar, independente, sem quaisquer patrocínios, com cerca de 700 artistas, desde música, a vídeo, a artes performativas, oradores, terapias e outros.




Conteúdo Recomendado