Biblioteca Municipal da Guarda lança agenda trimestral

A Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL) programou para o último trimestre do ano um conjunto de inicitivas ligadas à promoção do livro e da leitura.

No âmbito do Ciclo de Conferências Internacionais A Europa dos Escritores, realiza-se mais uma conferência dia 11 de outubro, às 17h30, desta vez dedicada a Montaigne, por Clara Rocha. Na sua comunicação intitulada “A Europa de Montaigne”, a professora catedrática falará da visão de Montaigne sobre o andamento do mundo, que deu forma às suas ideias numa obra redigida ao longo de duas décadas, que o situa no limiar da modernidade e faz dele um dos grandes espíritos da cultura do Ocidente.

“Clara Crabbé Rocha é professora catedrática aposentada da Universidade Nova de Lisboa e tem dedicado a sua atividade académica ao estudo da Literatura Portuguesa do século XX. Da sua obra ensaística destacam-se os seguintes livros: “O Espaço Autobiográfico em Miguel Torga” (1977), “Os Contos Exemplares” de Sophia de Mello Breyner (1978), “Revistas Literárias do Século XX em Portugal” (1985), “O Essencial sobre Mário de Sá-Carnei­ro” (1985; 2ª ed. revista e aumentada, 2017), “Máscaras de Narciso”. “Estudos sobre a Literatura Autobiográfica em Portugal” (1992), “Miguel Torga – Fo­tobiografia” (2000; 2ª ed., 2018), “O Cachimbo de António Nobre e Outros Ensaios” (2003, Prémio de Ensaio do PEN Clube e Grande Prémio de Ensaio da A.P.E.) e “O Essencial sobre Michel de Montaigne” (2015, Prémio Jacinto do Prado Coelho).”

Um dia depois, dia 12, pelas 10h30, há contos na BMEL para crianças dos 3 aos 10 anos de idade. Trata-se de mais uma sessão de “Em família…na biblioteca”, com Guta Santos, uma narradora de contos tradicionais e outros de autoria própria.

Destaque ainda para a Sessão de Entrega do Prémio Eduardo Lourenço 2019, a Carlos Reis, investigador e professor universitário especializado em Literatura Portuguesa dos séculos XIX e XX e em Teoria da Narrativa, dia 18, às 17h30. Trata-se da 15ª edição do Prémio instituído pelo Centro de Estudos Ibéricos, destinado a galardoar personalidades ou instituições com inter­venção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas.

“Quantas Vidas Temos?” é o título do livro de João Silva, a ser apresentado a 24 de outubro pelas 18h00.

“Cresci a ouvir dizer que “só se vive uma vez”, mas muitas vezes me pergunto se será mesmo assim. A experiência do confronto com situações-limite suscitou em mim uma dúvida fundamental: não será a nossa existência preenchida por várias vidas que vamos descobrindo e vivendo, à medida que avançamos?”. Uma iniciativa conjunta do Clube Escape Livre e da BMEL.

Para os dias 30 de outubro e 15 de novembro, a biblioteca programou para séniores e crianças até aos 3 anos a apresentação do livro e um ateliê “Planta um livro… respira enquanto lês”, às 10h00. Uma iniciativa que proporciona o encontro e o convívio entre diferentes gerações
Um projeto de duas autoras, que pre­tendem incentivar e criar o interesse pela leitura bem como preservar o meio ambi­ente plantando árvores. Natércia Monteiro, professora e autora do livro “MUROS contos e sabores da aldeia”, e Elisabete Marques Batista, educadora de infância e autora do livro ”A Casa dos Afe­tos”, unem-se para concretizarem este projeto destinado a todas as idades.

A programação de outubro termina, a 31, às 10h30, com a sessão de contos e ateliê “Halloween em pop-up”, para crianças dos 3 aos 10 anos.

Em novembro, e no âmbito do Ciclo de Homenagem a Miguel Real, será exibida, no TMG, a peça de teatro O Ano da Morte de Ricardo Reis, da autoria de José Saramago, com adaptação dra­matúrgica de Filomena Oliveira e Miguel Real. Em dezembro, Miguel Real volta à biblioteca para participar numa mesa redonda onde marcarão presença Álvaro Manuel Machado, Nuno Júdice, Daniel Heri-Pageaux, António José Borges, Ga­briel Magalhães, João Morgado e Luísa Maria Soeiro Marinho.

Destaque ainda para o projeto A Europa dos Escritores – Ciclo de Conferências In­ternacionais com comunicações de Andrea Molesini, “A Europa e a guerra na literatura. De Homero à atualidade”, a 8 de novembro, e de Maria Irene Ramalho – “Fernando Pessoa e a Europa”, a 18 de dezembro.

Neste trimestre será retomado o projeto A Terra da Escrita, feito em parceria com os Agrupamentos de Escolas do Concelho da Guarda, para divulgação e pro­moção dos escritores locais nas escolas e jardins-de-infância do concelho. Este projeto, de continuidade, teve início no ano letivo 2014/2015. Este ano letivo será dedicado a Helga Moreira, Eduardo Lourenço e Ladislau Patrício.

Mas a programação da BMEL não se esgota nestas atividades, antes se prolonga em diferentes e múltiplos eventos como as sessões de contos, leituras encenadas, apre­sentação do livro de João Morgado “Fernão de Magalhães e a Ave-do-Paraíso” bem como as oficinas lúdico pedagógicas destinadas a famílias com o objetivo de estimular o gosto pelo livro, pela escrita e pela ilustração ao mesmo tempo que se desenvolve a criatividade e estimula a imaginação.

Os interessados podem obter informações adicionais aqui.




Conteúdo Recomendado