Fornos de Algodres monitoriza saúde dos munícipes do Projeto de Envelhecimento Ativo

O Município de Fornos de Algodres anunciou hoje que a partir de abril vai aplicar um plano de monitorização inteligente dos parâmetros de saúde dos 250 munícipes envolvidos no Projeto de Envelhecimento Ativo “Fornos Vida”.

A autarquia presidida por Manuel Fonseca refere que o projeto também envolve o Centro de Saúde de Fornos de Algodres, que será “a entidade competente para o tratamento dos dados”.

Segundo o município, o plano de monitorização inteligente de parâmetros de saúde, associado à prática contínua de exercício físico, “constitui-se como um propósito para trazer benefícios, na condição de saúde e bem-estar, à população abrangida pelo projeto”.

“A solução de monitorização de parâmetros biomédicos recorre à solução tecnológica OneCare Sensing, desenvolvida e fornecida pela Intellicare”, adianta a fonte.

“Com recurso a esta tecnologia, todos os beneficiários do projeto passam a efetuar, uma vez por mês, as suas medições de saúde (tensão arterial, peso, glicemia), disponibilizando-as de imediato ao seu médico assistente, que as poderá consultar a qualquer momento”, explica a autarquia.

A fonte refere que a inovação do projeto de monitorização inteligente dos parâmetros de saúde dos munícipes envolvidos no Projeto de Envelhecimento Ativo “Fornos Vida” consiste, principalmente, no facto de os prestadores de cuidados médicos “acompanharem à distância os seus utentes, contribuindo assim, para uma clara melhoria da qualidade de vida no concelho de Fornos de Algodres”.

O concelho de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, integra 12 freguesias e possui cerca de 4.989 habitantes, segundo dados disponibilizados pela autarquia na sua página oficial na internet.



Conteúdo Recomendado