Votação para escolher as aldeias mais maravilhosas de Portugal começa hoje

RTP dedica galas a cada uma das categorias das aldeias candidatas às 7 Maravilhas de Portugal.

A 3 de setembro chega o veredicto. A aldeia que recolher mais número de votos em cada uma das categorias ganha.

Num país em que dois terços do território é não-urbano, faça uma viagem pelo que de mais genuíno há nas paisagens portuguesa, conhecendo as 49 aldeias candidatas às 7 Maravilhas de Portugal, aqui.

Na região, Almeida, Idanha-a-Velha, Sortelha e Monsanto são candidatas na categoria Aldeias Monumento; já Castelo Rodrigo e Fontão de Loriga (Seia) são candidatas em Aldeias Autênticas.

As regras para escolher as aldeias mais maravilhosas de Portugal são apertadas. As candidaturas, distribuídas por sete categorias, foram enviadas até ao último minuto de 14 de março. De entre centenas de candidatas, um Conselho Científico divulgou as melhores 49 e abriu oficialmente a época de promoção e campanha de votação. Essa votação começará a partir de hoje, dia 3 de julho.

Entretanto, a partir de 9 de julho, a RTP vai transmitir todos os domingos e durante 7 semanas uma gala dedicada a cada uma das setes categorias. Essas categorias são: aldeias monumento, aldeias de mar, aldeias ribeirinhas, aldeias rurais, aldeias remotas, aldeias autênticas e aldeias em áreas protegidas. Cada uma das galas da RTP será dedicada a apenas uma das categorias: os portugueses poderão votar na sua aldeia favorita durante a semana que antecede essa gala através de um telefonema para um número a designar. Todos os domingos são apuradas duas finalistas de cada categoria.

A 20 de agosto, data da última gala, a lista final de 14 finalistas ficará fechada. Os portugueses têm, a partir daí, duas semanas para tomar decisões. A 3 de setembro chega o veredicto: a aldeia que recolher mais número de votos em cada uma das categorias ganha. Mas atenção: não podem ser eleitas mais do que três aldeias por região do país. Esta é uma regra que pretende dar a conhecer “um Portugal que se renovou, que tem casos de sucesso, que tem gente que mudou de vida e que se afirma tendo por base os valores da proximidade, da simplicidade, da autenticidade, daquilo que é criado por pessoas e para pessoas”, justifica a 7 Maravilhas de Portugal.




Conteúdo Recomendado