UBI em projeto aprovado pela Agência Espacial Europeia

Os trabalhos destinam-se a estudar os efeitos do ambiente espacial sobre materiais e tecnologias em desenvolvimento para missões de observação do Universo em raios gama.

A Universidade da Beira Interior (UBI) está envolvida num projeto de investigação internacional que foi aprovado pela Agência Espacial Europeia (ESA). Jorge Maia, docente do Departamento de Física e membro integrado no LIP – Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas, especializado em detetores de radiação, é o elemento da UBI que participa no projeto intitulado “Ageing of Ge/Si and CZT samples for sensors and Laue lenses”, composto por um consórcio internacional de investigadores portugueses e italianos.

Com início previsto para janeiro de 2021, os trabalhos destinam-se a estudar os efeitos do ambiente espacial sobre materiais e tecnologias em desenvolvimento para missões de observação do Universo em raios gama.

Os estudos serão realizados a bordo do módulo Bartolomeo, da Estação Espacial Internacional (ISS), com o objetivo de desenvolver novos sensores/detetores, materiais e tecnologias para aplicação espacial, nomeadamente em telescópios espaciais para astrofísica de raios gama. O docente da UBI será o responsável pelos estudos com detetores CZT, que poderá incluir a participação de outros investigadores de Física e de Engenharia da UBI.

A participação neste projeto aprovado pela ESA/CNES representa um avanço na investigação made in-UBI na área da instrumentação nuclear para astrofísica, podendo, no futuro, resultar em novos projetos alargados a outros investigadores da Universidade.



Conteúdo Recomendado