Sp. Covilhã empatou a uma bola com o Portimonense

Um golo de Fernandinho, ao quinto minuto dos descontos, deu ao Portimonense o empate frente ao Sp. Covilhã (1-1) e permitiu aos algarvios continuar a sonhar com a subida à I Liga.

No encontro da 37.ª jornada da II Liga, Samuel tinha inaugurado o marcador já nos descontos, aos 90’+3 minutos, mas de livre os algarvios conseguiram chegar à igualdade, quando já jogavam em superioridade numérica. Numa primeira parte equilibrada, o Portimonense foi a primeira equipa a assustar, quando Ricardo Pessoa entrou na área, só que rematou ao lado da baliza. Kizito respondeu, para defesa fácil de Márcio Sousa. Ao minuto dez, Gilberto esteve na iminência de marcar, mas Moreno cortou de cabeça. Pouco depois o guarda-redes serrano complicou o que parecia fácil, ao fazer uma defesa incompleta e permitir nova investida de Juninho. Ao minuto 25, Soares, à meia volta, rematou, mas valeu o corte, com o corpo, de Ivo. Passados cinco minutos foi o pontapé de Gilberto a ser travado por um defesa forasteiro. No segundo tempo o jogo perdeu velocidade e qualidade. Frente a um Portimonense passivo e pouco objetivo, o Sporting da Covilhã mostrava dificuldades em construir jogo e em chegar com a bola controlada ao meio-campo adversário. Ao minuto 76, os serranos reclamaram mão de Ivo dentro da área, que Hugo Miguel não assinalou. Cinco minutos depois, o Portimonense criou a mais flagrante ocasião até então, com Haghighi a defender com o peito um remate de Wazaka. Quando passavam três minutos dos 90, Samuel triangulou com Lucas e, junto ao vértice esquerdo da área, rematou em arco e fez a bola entrar junto ao poste contrário. Mas os algarvios ainda foram a tempo do empate. Na marcação de um livre, em zona frontal à baliza serrana, Fernandinho bateu Hahgighi e igualou o marcador cinco minutos depois do tempo regulamentar, um minuto depois da expulsão do serrano Joel, por acumulação.




Conteúdo Recomendado