UBI com 400 mil euros para modernização administrativa

O Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) vai apoiar a Universidade da Beira Interior para reduzir custos e facilitar o acesso a serviços online, como o Portal do Cidadão.

A Universidade da Beira Interior (UBI) vai investir 400 mil euros para facilitar o acesso dos cidadãos aos seus serviços através do Portal do Cidadão, contribuir para o aumento da utilização da Chave Móvel Digital e racionalização de custos no âmbito da utilização dos telefones e manutenção de computadores.O Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) vai apoiar financeiramente estas intervenções com fundos europeus, para as quais aprovou três operações que totalizam o referido valor.

Na operação “Prestação Digital de Serviços Públicos para disponibilização no Portal do Cidadão” serão criadas as ferramentas para permitir o acesso a serviços da UBI através dessa plataforma governamental. Está previsto que os alunos tenham acesso a partir dali a documentos da UBI e que as alterações feitas no Portal – como mudança de morada, por exemplo – se tornem automaticamente do conhecimento dos serviços da Universidade.

Já a operação “Autenticação.gov” pretende que a utilização da Chave Móvel Digital (CMD) seja integrada nos sistemas da UBI. Desta forma, a instituição irá dar um contributo para a progressiva implementação deste modelo de acesso, que inclui um login e password de acesso a vários serviços públicos, e que o Estado pretende generalizar.

Ainda no âmbito desta operação, a UBI irá também integrar o Sistema de Certificação de Atributos profissionais, que tem como objetivo centralizar e, depois, disponibilizar aos utilizadores informação acerca do percurso académico e profissional, facilitando o acesso a estes dados por parte de instituições.
Por último, a operação “Racionalização das Comunicações e Virtualização de Desktops”, tem duas vertentes. Serão adquiridos telefones usando a tecnologia VoIP, para melhorar a qualidade do serviço e reduzir custos. Será ainda realizado um investimento na aquisição de computadores no âmbito do subprojecto “Virtualização de Desktops”, que vai melhorar as operações de manutenção e, assim, minimizar os custos associados a esta tarefa.

O vice-reitor da UBI para a Área Financeira e Projetos lembra que “todos os projetos candidatados ao SAMA têm sempre como objetivo modernizar e tornar mais eficiente o funcionamento da Administração Pública”. Mário Raposo defende que, “hoje em dia, a eficiência e a modernização passam muito pela informatização e automatização de todas as relações entre o cidadão e a entidade. Portanto, todos os serviços que se prevê que sejam melhorados, dentro desta perspetiva do projeto da modernização administrativa, facilitam o acesso online aos serviços da universidade pelo cidadão e reduzir os custos das comunicações”.

Mário Raposo explica que o financiamento anunciado resulta da oportunidade que surgiu para a UBI se candidatar a este tipo programas de apoio estatais. “Nós avançámos, o projeto foi considerado de mérito e teve um financiamento de 400 mil euros, a aplicar e implementar durante os próximos dois anos”, refere.

De resto, o vice-reitor refere que, “desta área do SAMA ainda estamos à espera da aprovação de outros projetos que candidatámos, cada um tem um timing próprio de aprovação, sendo que irão continuar a permitir uma melhoria da informatização e do acesso – quer dos alunos, quer dos cidadãos – aos serviços da universidade”.

Mário Raposo lembra que este tipo de ferramentas têm um “custo elevado e rapidamente ficam ultrapassadas por nova tecnologia”. Daí que seja “sempre necessário as instituições estarem a investir neste tipo de tecnologias de acesso online. Claro que, as novas tecnologias são sempre mais eficientes que as anteriores, e nós temos que recorrer aos programas de financiamento, para estarmos continuamente a par da tecnologia, acabando por conseguir uma redução de custos, através de uma melhor eficiência na disposição dos serviços aos alunos e aos cidadãos em geral”.



Conteúdo Recomendado