Sabugal atribui 1.500 ‘vouchers’ de Natal no valor global de 30 mil euros

A Câmara do Sabugal vai atribuir ‘vouchers’ a 1.500 funcionários de instituições sociais, forças de segurança, bombeiros, juntas de freguesia e funcionários municipais, no valor de 30 mil euros, para serem trocados localmente por bens ou serviços.

Segundo um comunicado daquele município do distrito da Guarda, o sistema de ‘vouchers’ que podem ser trocados por bens ou serviços nos estabelecimentos do território concelhio é “mais uma medida de apoio à economia local”.

A fonte refere que os ‘vouchers’ de Natal “serão atribuídos a cerca de 1.500 pessoas, todos os funcionários das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), forças de segurança, bombeiros e juntas de freguesia, por estarem na linha da frente no combate à pandemia [causada pela covid-19], bem como aos funcionários do município, neste caso também como substituição da festa de Natal da instituição”.

“Este investimento é uma forma de injetar liquidez na economia local, ainda que de forma indireta, já que a medida implica uma dinâmica de atos de consumo por parte dos agentes económicos”, explica na nota o presidente da Câmara Municipal do Sabugal, António Robalo.

O autarca acrescenta que a iniciativa “ajuda a revitalizar o comércio e a aquisição de serviços, dinamiza a frequência dos estabelecimentos e propicia outras aquisições, incentivando o aumento do consumo tão necessário ao desenvolvimento da região”.

A Câmara Municipal do Sabugal alerta, no entanto, que a frequência dos estabelecimentos comerciais deve “obedecer a comportamentos sociais responsáveis para controlo da pandemia, nomeadamente através do uso de máscara facial, desinfeção frequente das mãos e distanciamento social”.

Nesta quadra natalícia, o município do Sabugal, situado junto da fronteira com Espanha, também está a dinamizar um “projeto inovador de venda de produtos locais ‘online’”.

Trata-se do Mercado de Natal, promovido pela ADES – Associação Empresarial do Sabugal, no âmbito do projeto CLDS 4G “Sabugal Ativo”, em parceria com a Câmara Municipal e a Smart Farmer, que é organizado este ano num formato ‘online’.

O projeto permite que os comerciantes “vendam os seus produtos de forma segura sem comprometer a tradição” e que os mesmos cheguem a um público mais vasto.

A iniciativa visa incrementar a dinamização económica da agricultura local por via da valorização dos seus produtos e promover o consumo sustentável tendo por base os circuitos curtos de comercialização, segundo as entidades organizadoras.



Conteúdo Recomendado