Prémio Geoconservação 2020 atribuído aos municípios do Estrela Geopark

Reconhecendo a qualidade, a diversidade e o potencial impacte socioeconómico do trabalho desenvolvido no território, com base na proteção e na valorização do património geológico.

Os nove municípios que integram o Estrela Geopark foram distinguidos com o Prémio Geoconservação 2020, pela qualidade, pela diversidade e pelo “potencial impacte socioeconómico do trabalho desenvolvido no território”, foi anunciado.


A Associação Geopark Estrela, com sede na Guarda, refere em comunicado enviado à agência Lusa que o galardão foi atribuído pelo grupo português da ProGEO (Associação Europeia para a Conservação do Património Geológico) aos municípios que integram o Estrela Geopark: Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Fornos de Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas, Oliveira do Hospital e Seia.

“Este ano, 2020, o júri decidiu por unanimidade atribuir o Prémio Geoconservação 2020 à candidatura dos municípios que integram o território do Estrela Geopark, reconhecendo a qualidade, a diversidade e o potencial impacte socioeconómico do trabalho desenvolvido no território, com base na proteção e na valorização do património geológico e que levou ao reconhecimento internacional pelo Conselho de Geoparks Mundiais da UNESCO [Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura]”, segundo a fonte.


A associação acrescenta que o prémio “é o reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido desde 2015, altura em que se iniciou a candidatura da Estrela a Geopark Mundial da UNESCO, de inventariação, classificação e monitorização dos 124 locais de interesse geológico” que constituem aquele Geopark.


“Constitui, igualmente, uma importante distinção para a estratégia de geoconservação, reforçando, mais uma vez, a importância do património geológico na promoção e desenvolvimento deste território, que tem sido implementada pela Associação Geopark Estrela, entidade promotora da candidatura à UNESCO e responsável pela gestão e implementação do Estrela Geopark”, refere a nota.


O Prémio Geoconservação, atribuído desde 2004, tem como objetivos, entre outros, distinguir os melhores exemplos de conservação do Património Geológico promovidos por autarquias e estimular uma reflexão crítica sobre a necessidade de conservar o Património Geológico e incentivar as autarquias a adotar estratégias e procedimentos.


O galardão visa também divulgar e sensibilizar o público em geral para o reconhecimento do valor do Património Geológico como parte integrante do Património Natural e motivar os órgãos de comunicação social para o debate sobre o papel da Geologia na sociedade contemporânea.
A candidatura da [Serra da] Estrela a Geopark Mundial da UNESCO foi entregue em novembro de 2017 e aprovada pelo Conselho Mundial de Geoparks em setembro de 2019.


A mesma encontra-se “na fase de ratificação pela UNESCO, o que acontecerá no próximo Conselho Executivo desta organização, que decorrerá em Paris, entre 29 de junho e 10 de julho deste ano, altura a partir da qual a [Serra da] Estrela passa a ser oficialmente um Geopark Mundial da UNESCO”, segundo a Associção Geopark Estrela.



Conteúdo Recomendado