Pinhel celebra os 400 anos da obra Missal Pontifical do abade de Cerejo

Para comemorar esta data, a Câmara Municipal de Pinhel organiza um Colóquio dedicado a Estêvão Gonçalves Neto, Abade de Cerejo e Iluminador do Missal.

No próximo sábado, dia 22 de setembro, vai ter lugar no Auditório da Câmara Municipal de Pinhel um Colóquio dedicado a Estêvão Gonçalves Neto, Abade de Cerejo e Iluminador do Missal.

Segundo uma nota da organização, Estêvão Gonçalves Neto é considerado um “um génio da pintura decorativa portuguesa” e foi “o último grande autor de iluminuras em Portugal, tendo trabalhado essencialmente sobre papel e pergaminho, ganhando nome com a obra Missal Pontifical, encomenda do bispo de Viseu”.

A mesma fonte refere que Estêvão Gonçalves Neto, abade de Cerejo e iluminador do Missal, terá começado a trabalhar como iluminador por volta de 1604 e, em 1610, terá ido para Viseu como capelão do bispo, tornando-se mais tarde reitor e abade da Igreja de Santa Maria Madalena de Cerejo, concelho de Pinhel, distrito da Guarda.

Esta iniciativa tem como objetivo promover o estudo, o conhecimento e a divulgação do Património Artístico, Cultural, Histórico e Religioso de Pinhel.

 

 

 




Conteúdo Recomendado