Museu da Guarda expõe “Experiência Interativa” de Nuno Aparício e “Crescer” de Catarina Flor

As duas exposições estarão patentes ao público até 22 de janeiro de 2021.

No âmbito dos programas de apoio, destinados a artistas e criadores emergentes, naturais do concelho da Guarda, BOLSEI-ARTE (promovido pelo Aquilo Teatro CRL e a empresa 02S – Engenharia e Construção) e Incentiv[ART] – Incubadora de projetos artísticos (implementado pelo Município da Guarda), irá inaugurar hoje, dia 3, duas exposições, às 18 horas, na Galeria d’Arte Evelina Coelho – Museu da Guarda.


Uma é a exposição de pintura interativa “Experiência Interativa com a obra artística”, de Nuno Aparício. A sua mostra incide sobre o diálogo entre tecnologia e arte que possibilita ao fruidor uma experiência imersiva noutras realidades. Nesta exposição de pintura interativa, o público participante relaciona-se com as obras expostas através de uma narrativa auxiliar.

E a outra, “Cres(Ser)”, de Catarina Flor. Esta explora questões do foro ontológico. Das respostas obtidas, a artista convida o fruidor a uma introspeção entre o que é estar vivo e o que é o Ser. Natural da Guarda, Catarina Flor licenciou-se em Artes Plásticas e Mutimédia e é detentora de uma pós-graduação em ilustração. Instigada pela curiosidade sobre o que é Ser e Viver, faz das suas ilustrações o caminho para se expressar.

Natural da Guarda, Nuno Aparício seguiu um percurso académico ligado à estética e às artes gráficas sendo licenciado em design gráfico e multimédia, mestre em design multimédia e atualmente doutorando em media artes. Pintando desde cedo como autodidata, tem vindo a criar obras, com evidente carga simbólica, onde explora problemáticas da sociedade contemporânea e onde constrói análises autobiográficas e auto ficcionais.


As duas exposições estarão patentes ao público até 22 de janeiro de 2021.



Conteúdo Recomendado