Luís Baptista-Martins é o novo diretor da Rádio Altitude

A Rádio Altitude comunicou em nota de imprensa que a partir do dia 31 de março de 2021 o Diretor de Informação e Diretor de Programas da rádio mais antiga de Portugal será Luís Baptista-Martins.

O jornalista e também Diretor do Jornal O INTERIOR regressa assim à rádio de que foi colaborador há cerca de 20 anos para renovar a antiga emissora.

A Rádio Altitude iniciou emissões regulares em 29 de Julho de 1948 na cidade da Guarda e é a rádio local mais antiga de Portugal e uma das pioneiras na Europa.

O nascimento da Rádio remonta, no entanto, ao ano de 1946, quando José Maria Pedrosa, doente internado no Sanatório Sousa Martins (que funcionou na Guarda entre 1907 e 1975), instalou o primeiro emissor interno.

Em 21 de Outubro de 1947 o director do Sanatório, o médico Ladislau Patrício, aprovou o regulamento da Rádio Altitude, que mencionava no Artº 1: «A estação emissora da Caixa Recreativa denomina-se Rádio Altitude e destina-se a proporcionar aos doentes do Sanatório certas distracções compatíveis com a disciplina do tratamento».
Fundada e dinamizada por doentes internados no então Sanatório, a emissão evoluiu ao longo dos anos do interior do complexo hospitalar para o espaço urbano e concelhio e gradualmente para toda a região (distritos da Guarda e de Castelo Branco e partes dos de Viseu e Bragança).

Em 1953 passou a funcionar num edifício dentro do perímetro da Mata (hoje Parque da Saúde), um imóvel que actualmente se encontra cedido, por acordo celebrado com a entidade pública competente e em termos legais vigentes, à empresa proprietária da Rádio, que passou também a ser responsável pela sua manutenção e conservação.
Com programação estruturada e serviços informativos regulares a partir do início da década de 60, a Rádio Altitude foi pioneira no jornalismo regional e tornou-se numa referência regional e nacional.

A ligação funcional ao Sanatório Sousa Martins terminou quando a unidade de saúde encerrou e foi transferida para o domínio do Estado, como hospital distrital, em 1975. A Rádio (que foi inicialmente propriedade da Caixa Recreativa do sanatório e, posteriormente, do Centro Educacional e Recuperador dos doentes da instituição) passou, a partir desse ano, a ser gerida por sucessivas comissões administrativas, no contexto da autonomia funcional, financeira e administrativa que resultara da extinção do Sanatório.

Em 1989, no âmbito do concurso para a atribuição de frequências radiofónicas locais, passou a transmitir também em FM (já emitia em Onda Média desde a fundação, nos anos 40).

Em 2001, após concurso público nacional para a transmissão do alvará de radiodifusão e da universalidade (isto é: de todos os meios de existência jurídica, física e técnica) da Rádio Altitude, a titularidade da estação foi atribuída à empresa Radialtitude – Sociedade de Comunicação da Guarda, Lda., atual proprietária.





Conteúdo Recomendado