Hotelaria nacional continua a crescer

Depois de um ano de 2014 que superou as expectativas no turismo português, 2015 inicia-se também com bons indicadores , com as dormidas portuguesas a inflacionarem 4% face ao período homólogo.

De acordo com o Hotel Price Index do Trivago, divulgado esta sexta-feira, a região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se concentra uma parte muito significativa da capacidade hoteleira portuguesa, é a principal responsável por este aumento, registando a maior inflação do país (+8,97%). Dormir na cidade de Lisboa custa agora 87€ por noite, em média, contra 79€ em janeiro de 2014 (+10,13%). Uma estadia em Sintra tem o custo médio de 94€ (+6,82%), enquanto pernoitar em Cascais custa 108€ (+3,85%).

O Alentejo também apresenta um crescimento considerável (+7,04%) face ao período homólogo, com uma noite de hotel a custar, em média, 76€. O Algarve (-8,82%) e os Açores (- 4,69%) apresentam uma tendência contrária, sendo que o arquipélago permanece como a região mais barata do país, com o quarto duplo a custar 61€ por noite.

Entre os principais destinos europeus, Lisboa apresenta um dos maiores aumentos face a 2014 (+10,13%), apenas atrás de Lyon (+13,86%), Valencia (+12,50%), Madrid (+10,59%) e Manchester (+10,28%). Em queda encontram-se sobretudo destinos de leste: São Petersburgo (-32,95%), Moscovo (-32,81%), Kiev (-13,04%), Bucareste (-10%) e Varsóvia (-10%).



Conteúdo Recomendado