Guarda Nacional Republicana celebra 109º aniversário de forma inédita

No próximo domingo, dia 3 de maio, a Guarda Nacional Republicana assinala o seu 109.º Aniversário com a atual designação (218 anos desde a criação da Guarda Real de Polícia, de quem é legítima herdeira).

Segundo fonte da GNR, “considerando os constrangimentos decorrentes da situação de pandemia, as comemorações terão, este ano, um formato necessariamente diferente, tendo sido privilegiado um programa exclusivamente digital.”

Assim, os interessados poderão assistir na página oficial do Facebook da Guarda Nacional Republicana, às comemorações do 109.º Aniversário da GNR, que serão transmitidas ao longo do dia de domingo.

Criação da Guarda Nacional Republicana em 1911

A república foi proclamada a 5 de outubro de 1910 na varanda da Câmara Municipal de Lisboa e sete dias depois foi decretada a criação das provisórias Guardas Republicanas de Lisboa e do Porto, enquanto se preparava a organização da Guarda Nacional Republicana, que foi formalmente criada a 3 de maio de 1911. O efetivo, a missão, os quartéis, o armamento e equipamento das extintas Guardas Municipais foram herdados pelas Guardas Republicanas e pela GNR, mantendo-se este Quartel do Carmo como Comando-geral. O novo regime nomeou como comandante-geral da nova Guarda o general Encarnação Ribeiro, único general do Exército envolvido na conspiração republicana, e premiou os «Fundadores da República», promovendo-os e colocando-os na GNR, que foi criada como corpo de elite e primeira guarda da polícia organizada para todo o território nacional.




Conteúdo Recomendado