Governo vai declarar estado de calamidade devido aos incêndios

O Governo, por despacho do primeiro-ministro e ministra da Administração Interna, vai declarar o estado de calamidade pública, com efeitos preventivos, nas zonas do território nacional afetadas por incêndios.

Serão alvo desta medida os distritos do interior das regiões do Centro e Norte e alguns concelhos do distrito de Beja e sotavento algarvio, anuncia o gabinete de António Costa num comunicado enviado às redações.

“Para o efeito, o primeiro-ministro e a ministra da Administração Interna convocaram para amanhã, às 9h30 na residência oficial, uma reunião com o Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas, com o Comandante Geral da GNR, Comandante Nacional de Operações de Socorro e Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses tendo em vista a mobilização máxima de meios e pré-posicionamento nas zonas de maior risco”, pode ler-se na nota.

Com vista à identificação de outras medidas que devam ser adotadas, nos territórios afetados pelas chamas, o Governo procederá hoje à audição dos presidentes de câmara das regiões afetadas.

A Proteção Civil prevê um agravamento do risco de incêndio nos próximos dias, com aumento das temperaturas já partir de hoje, vento e baixa humidade relativa do ar.

 




Conteúdo Recomendado